Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

No AM, 28 municípios recebem delegados de carreira para suprir carência de profissionais

Governo afirma que, inicialmente, 76 delegados devem ser lotados em 48 municípios. Novos servidores foram aprovados em concurso público para atender demandas do interior

Delegado Juan Carlos de Souza Valério foi lotado no município de Boa Vista do Ramos

Delegado Juan Carlos de Souza Valério foi lotado no município de Boa Vista do Ramos (Divulgação/Michael Dantas)

Vinte e oito municípios do Estado já podem contar, pela primeira vez, com delegados de carreira em reforço à estrutura da Polícia Civil do Amazonas no interior. Os novos delegados fazem parte da turma de 89 servidores aprovados no último concurso realizado pelo Governo e que foram nomeados em abril. Com a nomeação, todos os municípios do Amazonas passarão a dispor desses servidores. Em janeiro, o ACRÍTICA.COM relatou sobre a falta de delegados em municípios do Amazonas.

Entre as cidades que recebem delegados de carreira pela primeira vez estão Apuí, Barreirinha, Ipixuna, São Sebastião do Uatumã e Boa Vista do Ramos, esse último distante 271 quilômetros de Manaus e para onde foi, na última semana, o delegado Juan Carlos de Souza Valério. Segundo ele, o primeiro trabalho a ser feito na cidade é o de reconhecimento da população. “Espero que eu possa atender os anseios da comunidade. Quero me aproximar da população, das lideranças, procurar fazer parte da comunidade e entender seus problemas”.

Segundo o governador José Melo, a contratação de novos delegados aprovados em concurso faz parte da nova política de segurança pública do Estado. Conforme dados, o orçamento do Governo Estadual para a segurança pública saltou de R$ 600 milhões em 2010 para mais de R$ 1 bilhão nos anos seguintes.

Inicialmente, 76 delegados dos 89 deverão ser lotados em 48. Os demais serão enviados até o segundo semestre em delegacias do interior. Até a última semana, 28 municípios já contavam com a presença de 48 profissionais.

Cinco municípios, em que serão instituídos plantões, contarão com um maior efetivo de autoridades policiais, como Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), onde foram lotados cinco delegados; Manacapuru (a 68 quilômetros) contará com o reforço de seis delegados; Itacoatiara (a 176 quilômetros) irá receber quatro delegados; Humaitá e Parintins (a 590 e 369 quilômetros, respectivamente), irão dispor de mais dois delegados, cada.

Formação

Durante três meses e meio, os então alunos-delegados participaram de intensas atividades no curso de formação, que segue a matriz curricular nacional. A preparação contou com a aplicação de disciplinas teóricas e práticas com embasamento nas áreas que envolvem o ser humano e conflitos, valorização profissional e saúde do trabalhador, práticas reflexivas da profissão, cultura investigativa, segurança pública e violência.

O curso foi realizado no Instituto Integrado de Ensino de Segurança Pública (IESP – Campus de Ensino 2), na Zona Norte da cidade, e posteriormente os discentes iniciaram um estágio supervisionado nas delegacias da capital e na Região Metropolitana do Estado para vivenciarem o dia a dia da profissão.

A formação contou com o apoio de profissionais especialmente escolhidos para a finalidade, que ministraram as aulas durante todo o período. Dentre eles, delegados e peritos da Polícia Civil, professores universitários e membros do Corpo de Bombeiros, cada um trabalhando disciplinas nas quais têm experiência.

Falta de delegados

De acordo com o Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Estado do Amazonas (Sinpol), a carência dos trabalhadores prejudicam a abertura de inquéritos policiais e a expedição de documentos. Conforme informações do presidente Moacyr Maia, policiais militares exercem ilegalmente a função jurídica para suprir a falta.  

*Com informações da assessoria