Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Grave acidente mata duas pessoas na estrada do Puraquequara

Corpos das vítimas fatais foram dilacerados com o impacto da colisão

Corpos das vítimas fatais foram dilacerados com o impacto da colisão

Corpos das vítimas fatais foram dilacerados com o impacto da colisão (Luiz Vasconcelos)

Duas pessoas morreram e duas ficaram feridas no acidente ocorrido, por volta das 7h30 deste domingo (24), envolvendo uma moto e um táxi, na estrada do Puraquequara, Zona Leste. Os dois veículos pegaram fogo durante a colisão e as vítimas fatais tiveram os corpos dilacerados com o impacto.

Segundo testemunhas que viram o acidente, três pessoas embriagadas trafegavam na motocicleta de placa JXP 7813, duas mulheres e um homem, que dirigia a moto de forma perigosa e irresponsável. “Eles estavam em alta velocidade e pareciam estar todos embriagados. Estavam fazendo até aviãozinho, abrindo os braços em cima da moto. Inclusive o próprio homem, que estava dirigindo a moto”, disse uma testemunha que preferiu não se identificar.

O motorista Gleison Barros Lima da Silva,32, que dirigia o taxi de placas JXY 8355 ia em direção do distrito industrial, sentido contrário ao tomado pelo condutor da moto, não percebeu a aproximação do veículo que vinha em alta velocidade e bateu, de frente, com a motocicleta.


Com o impacto, o motorista  que teve a perna decepada e a passageira da garupa da moto foram jogados  para a pista e morreram no local. A segunda passageira também foi cuspida para a pista e teve o pulso cortado, perdendo a mão, mas sobreviveu e foi levada para o hospital pronto-socorro João Lúcio.

O motorista do taxi,que sofreu apenas escoriações, também foi encaminhado para o pronto-socorro, por estar em estado de choque ao perceber a gravidade do acidente.

Parte dos corpos e o sangue das vítimas ficaram espalhadas pela pista, que teve que ser interditada até a chegada da equipe do Instituto Médico Legal (IML). Por conta disso, um duas filas de carros se formaram nos dois sentidos da estrada, por mais de uma hora.

Até o início da tarde deste domingo (24), os corpos ainda estavam sem identificação no IML.