Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Omar Aziz deixa em aberto se sai do governo em abril ou dezembro, durante discurso na Aleam

A cerimônia contou com a presença dos deputados estaduais e de autoridades, dentre elas: o vice-governador José Melo (PMN); o prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB); o deputado federal Carlos Souza; o desembargador Iedo Simões; o presidente da Câmara Municipal de Manaus, Bosco Saraiva e do presidente do Tribunal de Contas do Amazonas, Josué Filho

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Josué Neto (PSD), abriu os trabalhos da 4ª Sessão Legislativa, da 17ª Legislatura, nesta terça-feira (4), recebendo o governador Omar Aziz para a leitura da mensagem anual do governo e prestação de contas de sua administração.

No discurso, Aziz manteve o tom de prestação de contas dos anos anteriores e citou projetos de autoria de sua administração que foram postos em prática. Apontou, por exemplo, o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores da educação e dos reajustes salariais de outras áreas, como a da segurança pública. “Todos os servidores públicos tiveram reajustes anuais acima da inflação e avanços significativos na carreira, os maiores já registrados em alguns segmentos, como é o caso da educação e da segurança pública”, comentou.

Saída do governo em aberto

Durante o discurso de mais de uma hora de duração, o governador Omar Aziz frustrou aliados e adversários políticos ao deixar em aberto a decisão se sai do governo do Amazonas em Abril – data limite para que servidores públicos se desvencilhem de cargos para a disputa das eleições, para tentar uma vaga no senado federal em outubro, ou se permanece até o fim do mandato, em dezembro.

A decisão se deve apoiar seu vice, José Melo (SDD), na sucessão do governo ou se irá caminhar com o senador Eduardo Braga (PMDB) deverá ser anunciada publicamente somente no fim de Março.