Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Camelôs seguem à espera de galeria definitiva com esperança de crescimento

Prefeitura marcou para 31 de julho a entrega da galeria Espírito Santo, a primeira do projeto de shoppings populares no Centro

Camelôs estão ansiosos para a nova galeria onde ficarão

Camelôs estão ansiosos para a nova galeria onde ficarão (Érica Melo)

Depois do sorteio realizado pela prefeitura para definir quais camelôs vão ocupar a Galeria Espírito Santo, o clima entre eles é de otimismo com o crescimento das vendas. Eles, no entanto, dizem que não vai valer nada, se outros camelôs continuarem com vendas nas ruas. 

Para muitos desses empreendedores (assim querem ser chamados agora os camelôs que tinham bancas de vendas na rua), a mudança para as galerias está próxima e as vendas podem aumentar em até 50%, mas não não há garantias de que terão  clientes e nem as vendas de volta.

“Uma galeria ainda é pouco e creio que não vá mudar muito coisa, principalmente recuperarmos o lucro. O povo é preguiçoso e não vai entrar para comprar, mas não vamos perder a fé, melhorias estão sendo feitas e espero que as outras galerias sejam logo inauguradas”, afirmou o empreendedor Aldemir Castelo.

O empreendedor Leonderlane Barroso Damasceno, 37, está  ansioso para mudar para a nova galeria. “Sei que as vendas irão aumentar um pouco mais, só que ainda não é o que ganhávamos na rua, porque lá ainda têm outros que vendem, como água, e com toda certeza o cliente não vai entrar na galeria e comprar nada,  porque ele sempre irá encontrar um camelôs  vendendo na rua”,  disse.

A secretaria Municipal do Centro ( Semc)  informou que todas as galerias - Espírito Santo, Remédios e Shopping T4 -  estão em obras. A primeira a ser entregue é a Espirito Santo, na rua Lobo D’Almada.

Inauguração

Arthur Neto anunciou  que ela  será entregue no próximo dia 31 de julho. O anúncio foi feito durante inspeção na obra, que está com 90% dos trabalhos concluídos.

A galeria faz parte do projeto Viva Centro Galerias Populares e, segundo o secretário municipal do Centro, Glauco Francesco, 308 microempreendedores serão alocados no espaço.

Além dos boxes, a galeria vai oferecer, também, duas praças de alimentação, uma casa lotérica, um Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC), caixas eletrônicos, banheiros, lanchonetes, entre outros mobiliários, tudo distribuído em um espaço de três mil metros quadrados.

Arthur Neto destacou que a galeria está sendo construída com muito esmero e acima dos padrões de outras obras do tipo, existentes no Brasil. Ele lembrou o fato de o empreendimento ter sido erguido em um prédio histórico, que pertencia ao empresário JG Araújo, nome que representa muito para Manaus e para o Amazonas. Para Arthur, agora, caberá aos trabalhadores, dar continuidade a essa história.

Capacidade

A Galeria Espírito Santo vai abrigar 308 lojas, nove lanches e seis quiosques. As obras iniciaram em março. Os empreendedores vão instalar mobiliários novos nas lojas, mas, todos padronizados. 

A empresa responsável pela instalação do mobiliário montou duas lojas e deu de presente para serem sorteadas.