Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Anac multa Gol Linhas Aéreas em R$ 2,5 milhões

Companhia aérea recebe multa por conta dos atrasos em voos registrados no último final de semana 

A multa aplicada à Gol pelos atrasos de voos registrados na sexta-feira (6) e no sábado (7), depois do temporal que atingiu a Região Sudeste na última quinta-feira (5), já está estimada em R$ 2,5 milhões. De acordo com o diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Marcelo Guaranys, a punição pode ultrapassar R$ 5 milhões.

A multa é calculada com base nos autos de infração, que são contabilizados por passageiro. No momento, 250 autos foram registrados, com punições de até R$ 10 mil cada. A empresa terá 20 dias para recorrer.

"É algo que não pode ocorrer. Problemas meteorológicos podem acontecer, como ocorrem no mundo inteiro e geram restrições em aeroportos. Mas as restrições têm que ser solucionados", disse Guaranys.

De acordo com o diretor-presidente, a empresa informou que não houve falta de pessoal, mas um problema de gerenciamento de tripulação. Atrasos nos voos obrigaram a companhia a dispensar funcionários que extrapolaram a escala e remanejar outros que estavam em demais aeroportos.

A Anac vai fazer uma auditoria para conferir se a Gol realmente não tem problemas de falta de pessoal, mas, de acordo com o diretor de Operações e Aeroportos, Carlos Eduardo Pellegrino, as informações que a companhia vinha fornecendo periodicamente à Anac não mostram tal dificuldade por parte da empresa.

Na sexta-feira (6), todas as companhias aéreas tiveram mais de 20% dos voos atrasados, com 25% na TAM e 43% na Gol, que registrou 48% de atrasos no sábado, enquanto as outras companhias normalizaram o serviço, reduzindo a taxa para menos de 10%. A Gol só chegou a esse patamar na madrugada de hoje (9), e opera no momento com 6,6% de atraso.

O temporal fechou os quatro aeroportos do Rio e de São Paulo na noite de quinta, provocando restrições em Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Brasília e em Belo Horizonte.