Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Avianca também anuncia tarifa máxima de R$ 999 para período da Copa do Mundo

Companhia aérea que opera em 24 aeroportos brasileiros embarcou na decisão da Azul Linhas Aéreas e limitou preço de tarifa para voos operados para a época da Copa

Avianca possui frota com 39 aeronaves

Avianca possui frota com 39 aeronaves (Reprodução/ Internet)

Com o preço das passagens aéreas nas alturas, a Avianca anunciou nesta terça-feira (14) que adotará tarifa teto de R$ 999 para os 22 destinos nacionais operados pela empresa aérea. A iniciativa repete medida adotada na semana passada pela Azul, válida para a Copa do Mundo. A diferença é que, agora, o limite tarifário terá duração de seis meses, começando em 1º de fevereiro e acabando em 31 de julho, duas semanas após a competição.

As companhias aéreas brasileiras já estavam majorando os preços dos bilhetes para voos entre as cidades-sedes do mundial de futebol que acontece em junho e julho deste ano.

A iniciativa da Azul foi apresentada na semana passada, em Brasília, à ministra Gleisi Hoffmann., chefe da Casa Civil. De acordo com o compromisso, a empresa aérea vai vender passagens pelo valor máximo de R$ 999 para voos entre 12 de junho e 13 de julho. Após o encontro, a ministra elogiou a decisão. “A atitude da Azul é colaborativa com a Copa e com o país, mas sobretudo é respeitosa com os consumidores”, disse Gleisi.

A política de vendas anunciada pela Avianca inclui feriados e eventos do período, como o carnaval, além da Copa do Mundo. Segundo a empresa, as compras dentro das novas regras podem ser feitas a partir da próxima quinta-feira (16).

Com frota de 39 aeronaves, operando em 24 aeroportos brasileiros, a Avianca projeta 19 % de aumento na oferta de assentos em 2014. A Avianca é uma companhia brasileira de aviação comercial com sede na cidade de São Paulo, pertecente ao Synergy Group. Não há operação prevista para Manaus.