Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

CPE pede transferência de Raphael Souza de volta para o sistema prisional

No documento encaminhado ao juiz da VEP Luiz Carlos Valois, comandante do quartel questiona prisão especial de Raphael, que se expõe em festas e locais públicos e até deixou de dormir em sua cela

Raphael, filho do ex-deputado Wallace Souza, foi condenado por homicídio

Raphael, filho do ex-deputado Wallace Souza, foi condenado por homicídio (Evandro Seixas)

O comandante do Comando de Policiamento Especializado da Polícia Militar do Amazonas (CPE), tenente-coronel Fabiano Bó, encaminhou no último dia 21 de fevereiro um pedido para o retorno de Raphael Souza ao sistema prisional, devido à sua indisciplina no cumprimento de obrigações como beneficiário de prisão especial.

Souza, que em 2009 foi presso por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma e participação em uma organização criminosa, foi transferido de uma cela do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) para o CPE em novembro de 2012, a pedido da sua defesa, por esta considerar que Raphael corria risco de vida no contato com outros presos. Este ano, o preso ganhou autorização para trabalhar durante o dia, em uma rede de comida japonesa.

No documento encaminhado ao juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), Luiz Carlos Valois, Bó informa que Raphael, no último dia 19 de fevereiro, retornou ao quartel à meia-noite, muito depois do tempo exigido para o recolhimento dos presos (20h), e que, no dia 20, ele sequer compareceu ao local. Essas infrações levaram o comandante a concluir que o apenado não mais justificava a necessidade de reclusão diferenciada, por estar se expondo com frequência em festas e locais públicos.

Ao mesmo tempo, a pedido da deputada Erika Kokay (PT-RJ), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre exploração sexual de menores na Câmara Federal, enviou um requerimento ao presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Ari Moutinho, para saber por que Raphael teria sido visto a passeio na Ponta Negra no mesmo dia 19, à 21h30, pedido este também encaminhado ao juiz Valois, que foi quem deferiu a solicitação de trabalho de Raphael, além de determinar seus horários no CPE.

O juiz da VEP abriu vista do pedido do Comando ao Ministério Público Estadual (MPE) para avaliação, e deve marcar uma audiência com Raphael para que este possa se justificar.

*Com informações da TV A Crítica