Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

CPI da Pedofilia na Câmara pede indiciamento de envolvidos na Operação Estocolmo

Relatório final das investigações foi apresentado nesta quarta (4), em Brasília, e será publicado amanhã; comissão estadual retoma as reuniões e a tomada de depoimentos

Deputada federal Érika Kokay, quem presidente a CPI da Pedofilia na Câmara dos Deputados

Deputada federal Érika Kokay, quem presidente a CPI da Pedofilia na Câmara dos Deputados (Lúcio Bernardo Jr/Câmara dos Deputados)

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os casos de exploração sexual de crianças e adolescentes pelo país foi apresentado nesta quarta (4), na Câmara Federal, em Brasília (DF). O documento completo, que foi aprovado pelos parlamentares, será publicado na quinta, e pede o indiciamento de políticos e empresários amazonenses envolvidos na Operação Estocolmo, deflagrada pela Polícia Civil em novembro de 2012.

O nome do prefeito de Coari, Adail Pinheiro (PRP), já tinha sido confirmado pela relatora Lilian Sá (PROS/RJ), mas a citação dos réus da Estocolmo lança atenção nacional aos implicados na operação, entre os quais estão o deputado estadual Fausto Souza (PSD) e o empresário Waldery Areosa Ferreira, ex-dono do grupo Uninorte e de vários empreendimentos no Amazonas. A lista completa, porém, só deve ser confirmada com a publicação do documento.


Segundo o deputado Luiz Castro (PPS), o trabalho servirá de subsídio para as investigações da comissão estadual. “A gente está aguardando a publicação do relatório pra incorporar os resultados às nossas próprias investigações. O que a CPI estadual da Pedofilia vai fazer é um trabalho complementar, pegando o que já foi feito pela comissão nacional e acrescentando as informações que estamos apurando em nosso âmbito”, afirma.

A nova reunião do grupo acontece nesta quinta (5), onde serão ouvidos os depoimentos da irmã Perina de Fátima, ligada à Campanha da Fraternidade e engajada em diversas ações de enfrentamento à pedofilia no estado, e de Lucimar Weill, presidente do Conselho Estadual de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.