Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Campanha da Fraternidade 2014 traz o dilema do tráfico humano

Arquidiocese de Manaus lança Campanha da Fraternidade com culto ecumênico no Porto da Manaus Moderna com objetivo de lançar estratégias socais para combater o tráfico humano no Brasil

Cartaz oficial da Campanha da Fraternidade 2014

Cartaz oficial da Campanha da Fraternidade 2014 (Divulgação/ Arquidiciose)

Como o tema “Fraternidade e o Tráfico Humano”, a Igreja Católica realiza nesta quarta-feira (5), às 9h, a abertura da Campanha da Fraternidade 2014, no Amazonas, que acontece no Porto da Manaus Moderna, Centro de Manaus, atrás do mercado Adolpho Lisboa.


A concentração para celebração ecumênica será às 8h e terá participação do arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Eduardo Castriani, representantes de várias religiões, como judaísmo e islamismo, e o chefe da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejus), que coordena a campanha de conscientização ao tráfico humano no Amazonas.


O local do Porto da Manaus Moderna foi escolhido por ser um ponto muito simbólico da vida pulsante do Amazonas.


O objetivo da campanha deste ano é de conscientizar a sociedade sobre a insensatez do tráfico de pessoas e sobre a sua realidade. Conforme a CNBB, o problema é difícil de ser enfrentado por causa do preconceito e do medo das vítimas, fazendo com que poucas pessoas denunciem os fatos do tráfico.

Dilema social


A problemática do tráfico humano se manifesta na exploração do trabalho escravo, na prostituição, na adoção ilegal de crianças e na venda de órgãos para o transplante, de acordo com texto base da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), autora da campanha. A CBNN alerta que dentre os meios usados para o tráfico de pessoas, o mais comum é o aliciamento.

“A pessoa é abordada com uma oferta irrecusável, que lhe promete melhorar de vida”. Os traficantes recrutam pessoas “para atividades como modelos, talentos para o futebol, babás, enfermeiras, garçonetes, dançarinas ou para trabalhar como cortador de cana, pedreiro, peão, carvoeiro, etc.”, diz o trecho do texto da CNBB.


Como tradição da Igreja Católica, a Campanha da Fraternidade inicia e tem maior intensidade na quarta-feira de Cinzas, que marca o início da Quaresma, “que é um tempo propício para reflexão e conversão para uma vida melhor”, segundo a Arquidiocese de Manaus.