Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Homem é preso como suspeito de estuprar duas meninas de 12 e 15 anos em Iranduba (AM)

As vítimas foram levadas a uma chácara no Km 26 da rodovia AM-070, onde aconteceu o crime. Uma delas teve que passar por procedimento cirúrgico para reconstruir o órgão genital

Tonielson Souza da Silva prestou depoimento na delegacia e poderá ficar preso sob medida preventiva

Tonielson Souza da Silva prestou depoimento na delegacia e poderá ficar preso sob medida preventiva (Divulgação)

Tonielson Souza da Silva, 22, foi preso na tarde desta terça-feira (29), no distrito de Cacau Pirêra, município de Iranduba, a 27 quilômetros da capital, como suspeito de ter violentado sexualmente duas meninas de 12 e 15 anos no último domingo (27). As vítimas são primas e estariam sentadas na esquina da casa delas, à noite, quando Tonielson passou em um carro e as convidou para lanchar.

“Elas aceitaram o convite, mas quando chegou a determinado ponto da estrada, o Tonielson colocou uma venda nos olhos das duas e as levou até uma chácara no Km 26, da estrada Manoel Urbano (a AM-070, Manaus Manacapuru)”, explicou o conselheiro tutelar do município, Moisés Lopes. A polícia encontrou vestígios de sangue no lençol, na cama e na roupa do suspeito. O caso foi registrado na delegacia de Iranduba.

Segundo Moisés, no caminho até a chácara, o homem ameaçou as meninas de morte diversas vezes. Ao chegar ao sítio, o homem levou as meninas para um dos quartos da casa, e praticou o ato sexual com as duas. Segundo o conselho tutelar, uma delas teria visto a outra ser abusada. Depois disso, o suspeito ainda pegou uma moto e levou as adolescentes de volta para casa.

Ao chegarem, elas contaram para familiares o que havia acontecido, mas só na segunda-feira (28) à tarde, as famílias procuram a polícia. “A mãe de uma delas me ligou e contou o que estava acontecendo. Eu as trouxe na delegacia, para registrar o B.O, e depois encaminhei para o IML, para fazerem o corpo de delito”, disse.

Segundo Lopes, o laudo do IML não só comprovou a violência sexual, como constatou que a mais velha, de 15 anos, ficou bastante machucada. “Foi necessário ela ficar internada e ‘pegar’ pontos. Estou chocada com essa história”, disse. Ainda de acordo com Lopes, as vítimas relataram que mais dois comparsas deram cobertura na chácara para que Tonielson cometesse o ato.

Investigação

O suspeito foi detido dentro do carro dele, nesta tarde, por policiais militares depois que, segundo familiares, ele foi até a casa das meninas para procurá-las. “Uma delas viu e disse: - Mamãe, aquele ali parece o carro dele”, contou uma tia delas, de 39 anos. A mãe chamou a uma viatura que passava e denunciou o homem. Tanto os policiais quanto o conselheiro tutelar afirmaram que as meninas reconheceram o agressor.

Na delegacia, Tonielson confessou o crime. “Ele disse que tem doenças por essas coisas”, disse o conselheiro tutelar. Até a noite desta terça (29), ele estava detido na delegacia de Iranduba para prestar depoimento. A Polícia Civil afirmou que Tonielson ficará preso, mesmo o homem não ter sido pego em flagrante. O delegado local poderá pedir a prisão preventiva de Tonielson à Justiça.

Arrancou orelha

A tia das vítimas confirmou que as sobrinhas foram violentadas sexualmente, mas contou outra versão para o fato. “Ele não fez convite para lanchar. Ele mostrou uma arma e jogou as meninas para dentro do carro. E foram mais homens. Inclusive, dois ficaram na chácara esperando, reparando”, disse. “Elas estão muito abaladas, com vergonha. Vivem com rosto (em posição) baixo, só chorando”.

A tia ontinua: "Ele disse (na delegacia) que era namorado de uma delas, mas era mentira e as meninas negaram. Ele bateu nelas e a polícia encontrou vestígios de sangue. Elas não estão bem. Elas não conseguem andar, têm que andar de perna aberta. Uma está com a orelha mordida porque ele arrancou o brinco dela com a boca. E ele deu muito no rosto delas, as colocou ‘de quatro'".