Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Clínica do Viajante já fez 26 atendimentos desde a inauguração, em Manaus

Número é considerado esperado, mas procura deverá crescer com a chegada de norte-americanos e portugueses

Febre, gripe e doenças infectocontagiosas são as preocupações dos turistas que foram até a Clinica do Viajante

Febre, gripe e doenças infectocontagiosas são as preocupações dos turistas que foram até a Clinica do Viajante (J. Renato Queiroz)

Síndromes de febre aguda, quadro de virose grave, vacinação de febre amarela, tétano, caso de exposição sexual desprotegida (relação sexual sem preservativo ou quando o preservativo rompeu) são serviços que estão disponíveis desde o dia 11 de junho na Clínica do Viajante, na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), que funciona na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste. Neste período apenas 26 casos foram registrados, com turistas oriundos dos Estados Unidos, Inglaterra, França e Itália e Tailândia.

Segundo o coordenador da Clínica do Viajante, Silvio Fragoso, pode haver um aumento nos próximos dias, quando são aguardados mais turistas na cidade, vindos dos Estados Unidos e de Portugal. Eles virão torcer pelos dois países, que se enfrentam amanhã, na Arena da Amazônia. Segundo informações do Governo do Estado, estima-se que 35 mil visitantes estrangeiros compareçam à capital do Amazonas esta semana.

Sílvio Fragoso informou que o serviço está disponível 24 horas, sendo das 7h às 19h na própria Clínica e, entre 19h e 7h, com o apoio do Pronto Atendimento (PA) de Urgência e Emergência da FMT-HVD, no mesmo local e também em dias de jogos da Copa.

“Até o momento, o número de atendimentos está dentro do esperado. Pode haver um aumento nos próximos dias, pois são aguardados mais turistas dos Estados Unidos e de Portugal do que os que compareceram ao jogo anterior (Itália e Inglaterra)”, explicou.

No local foram registrados atendimentos de casos clínicos relacionados à suspeitas de doenças infecciosas, como gripe, além de quadros de febre com diagnóstico sem especificação. Uma criança também recebeu auxílio após apresentar reação por picada de inseto.

“Até agora não registramos nada de muito preocupante e ninguém precisou ficar internado. Os pacientes foram medicados e, em seguida, liberados. Orientamos a todos que, em caso de permanência dos sintomas, em 48 horas, voltassem à clínica para nova avaliação”, frisou o coordenador.

Ele lembrou, ainda, que o número o telefone 8405-0044 está à disposição para quem precisar tirar dúvidas e receber orientações. Os atendimentos são realizados por clínicos gerais e infectologistas bilíngues. O serviço é voltado para o atendimento médico e orientação de turistas nacionais e estrangeiros, com ênfase nas doenças tropicais e infectoparasitárias, especialidades nas quais a FMT é referência no País e internacionalmente.

Ambulatório

O serviço de atendimento ambulatorial conta com o suporte de todo o complexo hospitalar da FMT-HVD, que tem 143 leitos de internação, incluindo Unidade de Terapia Intensiva. Além disso, a instituição poderá contar, ainda, com mais 33 leitos de retaguarda, sendo 20 na estrutura do Hospital-Dia e 13 na recém-inaugurada enfermaria de pesquisa clínica, que funcionam com leitos de isolamento. Embora esteja localizada no Dom, o mesmo bairro onde fica a Arena da Amazônia, a FMT/HVD está fora do perímetro definido pela Fifa como de circulação restrita em dias de jogos no estádio.