Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Novo Comandante Militar da Amazônia tem promoção marcada para o dia 31 de março

Quem assumirá a função é o Comandante da 12ª Região, gen. Theophilo, natural do Rio de Janeiro

O general Theophilo tem 58 anos e é natural do Rio de Janeiro; entre suas funções anteriores, ele já foi Observador Militar na América Central pelas Nações Unidas

O general Theophilo tem 58 anos e é natural do Rio de Janeiro; entre suas funções anteriores, ele já foi Observador Militar na América Central pelas Nações Unidas (Reprodução/Internet)

O dia 31 de março marca uma troca importante na liderança de operações militares para a Região Norte. Nesse dia, será conhecido o novo titular do Comando Militar da Amazônia (CMA), um dos postos mais estratégicos na defesa dos territórios brasileiros, além, é, claro do Estado do Amazonas.

O general Eduardo Villas Boas (foto abaixo), que está à frente da entidade desde 2011, será promovido para o Comando de Operações Terrestres, em Brasília (DF), devendo assumir o posto na primeira quinzena de abril, segundo informou o próprio CMA.


Quem ocupa seu lugar é o general-de-divisão Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, o general Theophilo, que atualmente responde pelo comando da 12ª Região Militar, que engloba os Estados nortistas do Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia.

Theophilo é natural do Rio de Janeiro e nasceu em 1955, e atualmente tem 58 anos. O seu treinamento foi no Curso de Formação de Oficiais de Artilharia da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ), concluído em 1976. Ele é formado em Processamento de Dados pela Faculdade Hélio Alonso, no mesmo Estado, e tem pós-graduação em Engenharia de Sistemas.

A carreira no Exército inclui passagens pelas Nações Unidas, como Observador Militar na América Central (ONUCA), e integrante do Grupo de Trabalho do Instituto de Desarmamento e Pesquisa das Nações Unidas, na Suíça, além de assistente do Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Por enquanto, ambos os oficiais continuam exercendo suas funções atuais. A promoção do general Theophilo será promulgada pela presidente Dilma Rousseff apenas no próximo dia 31.