Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Corpo de Mandela deixa Pretória e segue para Qunu, onde será enterrado neste domingo

Cortejo de homenagens ao ex-presidente da África do Sul, herói da luta contra o apartheid, teve cerca de 100 mil pessoas

Mandela, de 94 anos, está internado em um hospital em Pretória

Qunu é a cidade natal do ex-presidente sul-africano, ícone na luta contra o preconceito (Divulgação)

O corpo de Nelson Mandela segue de avião para Qunu, onde será enterrado neste domingo (15). Ele deixou Pretória às 8h de hoje, horário de Brasília. Ainda na base aérea, parentes, amigos e autoridades prestaram mais uma homenagem , organizada pelo Congresso Nacional Africano, partido pelo qual Mandela foi presidente. Durante a cerimônia, o caixão ficou coberto pela bandeira do partido. Mandla Mandela, neto do ex-presidente e responsável por acompanhar o caixão com o corpo, homenageou o avô e disse que o futuro da África do Sul é brilhante. 

Durante os três dias em que ficou exposto no Union Buildings, o Palácio do Governo da África do Sul, cerca de 100 mil pessoas passaram pelo local. As estimativas iniciais do governo eram menores, mas foram atualizadas depois de constatarem que, somente no último dia de visitação, mais de 50 mil pessoas foram prestar homenagens ao ícone da luta contra o apartheid.

Para quem esteve no local nos três dias, era visível o número maior de pessoas deixando ontem (13) o palácio a todo momento, após de passar ao lado do caixão. Muitas choraram por não conseguir se despedir e agradecer, no Union Buildings, ao ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1993. Quem teve esse privilégio se emocionou muito.  Para o cumprimento da programação da cerimônia, a visitação foi encerrada todos os dias por volta das 17h30.

O governo da África do Sul reiterou seu apreço à população de todo o país que foi a Pretória para dar o último adeus a Mandela. Também agradeceu à espera paciente na fila, que chegou a passar de seis horas, e compreensão de que havia um limite de tempo diário no qual o corpo podia ficar exposto, assim como limite de pessoas para serem suportadas no local.

"A expressão de amor e apoio trouxe imenso conforto à família e aos que amam Tata Madiba", expressou o governo por meio de nota. O enterro do Mandela acontecerá na manhã deste domingo, na fazenda da família, em Qunu, no Sudeste do país. Apenas parentes e convidados participarão da cerimônia fúnebre.