Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Dilma anuncia projetos para implantação de corredores de ônibus em Manaus

Na inauguração de 5 mil casas do Conjunto Viver Melhor II, Dilma também exaltou a luta das mulheres em Manaus e no país, e disse que elas são as principais beneficiárias das novas moradias

Dilma discursa durante cerimônia de abertura do residencial 'Viver Melhor', do programa Minha Casa Minha Vida

Dilma discursa durante cerimônia de abertura do residencial 'Viver Melhor', do programa Minha Casa Minha Vida (Euzivaldo Queiroza)

A presidente Dilma Rousseff participou, na manhã desta sexta (14), da cerimônia de entrega de 5.384 mil novas moradias do programa “Minha Casa, Minha Vida”, na segunda etapa do Residencial Viver Melhor, localizado no Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus.

Ela estava acompanhada dos ministros Aguinaldo Ribeiro, de Cidades, e Thomas Traumann, da Secretaria de Comunicação Social, além de uma comitiva formada por parlamentares do Amazonas, o governador Omar Aziz e o prefeito de Manaus, Artur Neto. O grupo conheceu algumas casas do programa.

Em seu discurso, Dilma anunciou parcerias com o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus para melhorar a mobilidade urbana. Segundo Dilma, o Governo Federal irá investir 419,6 milhões de reais para a criação de novos corredores de ônibus em Manaus. O projeto contempla todas as zonas da cidade e irá abranger as principais avenidas. Os recursos vêm se somar ao R$ 1 bilhão já liberado anteriormente pela presidência para a área de transporte no estado.

Com o Governo do Amazonas, a presidente anunciou uma parceria de R$ 295 milhões para a criação de um corredor Leste x Oeste/Complexo dos Franceses, e da Colônia Antônio Aleixo até a bola do São José.

Já com a prefeitura, o investimento de R$ 125 milhões busca viabilizar quatro corredores, o primeiro deles envolvendo as avenidas Constantino Nery (São Geraldo), Torquato Tapajós (Flores/Novo Israel), Max Teixeira (Cidade Nova) e Noel Nutels (idem); o segundo, as avenidas Brasil (Compensa), Coronel Teixeira (Ponta Negra) e o Boulevard Álvaro Maia (Praça 14); o terceiro, a Av. Autaz Mirim (Jorge Teixeira); e o quarto as avenidas Mário Ypiranga Monteiro (antiga Recife) e Umberto Calderaro (antiga Paraíba), ambas no Adrianópolis.

Dilma saudou ainda a luta da população feminina em Manaus e no Brasil, e a apontou as mulheres como as principais beneficiárias da entrega das casas do Viver Melhor, considerado atualmente o maior conjunto habitacional do país, com a soma das 5 mil moradias entregues hoje às 3 mil já existentes.

Tarifa “solidária”

Nem tudo, porém, foram elogios na entrega das novas casas. Renato Castro, motorista particular que foi um dos contemplados na primeira etapa do programa, reclama do custo de vida e da falta de transporte público para o local. “Se a gente gasta, por exemplo, 100 reais de água no fim do mês, a gente gasta o mesmo dinheiro com a tarifa de esgoto. Imagina então a pessoa que gasta 400 reais? São R$ 800 no fim do mês”, queixa-se o motorista. Para Renato, deveria haver uma tarifa “solidária”, condizente com a realidade dos moradores do conjunto.

O motorista também revelou que há apenas duas linhas de ônibus para os residentes. “Isso cria um problema enorme de filas e desperdício de tempo, pra não falar do ônibus lotado. Além disso, nenhuma delas passa no Centro, o que cria outro transtorno pros passageiros que precisam ir lá”, denuncia Renato.

A imprensa teve dificuldades em registrar a evento, devido ao espaço e à grande presença de populares, o que atrapalhou principalmente durante a chegada de Dilma ao conjunto.

O governador Omar Aziz, em seu discurso, também teve de desmentir os rumores de desavenças entre a presidente e o estado na prorrogação da Zona Franca de Manaus (ZFM). Omar chamou Dilma de “a melhor amiga do Amazonas” e lembrou que, desde a época em que era ministra de Minas e Energia, a presidente é comprometida com o modelo no estado.

Agenda

Pela manhã, a presidente Dilma concedeu entrevista a emissoras de rádio locais, nas quais destacou a importância do programa “Mais Médicos” para a saúde no interior do estado, a defesa da Zona Franca contra o ataque recente da União Europeia, que defende a extinção do modelo, e o compromisso em aprovar a sua prorrogação antes do fim do mandato.

Às 14h30, Dilma Rousseff irá conhecer a Arena da Amazônia. Às 16h, ela participa da inauguração do barco-escola Samaúma, no 9º Distrito Naval de Manaus. Sobre este último, a presidente afirmou, no discurso desta manhã, que ele representa uma oportunidade de levar educação ao interior do estado, compromisso que ela considera “da maior importância” para o seu governo.

Confira galeria de imagens aqui