Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Férias em casa: aluguel de temporada no exterior

Famílias brasileiras estão optando cada vez mais por alugar casas em viagens fora do país. Preço e experiência diferenciada são os principais fatores na hora da escolha

Muitas famílias estão trocando estadias impessoais em hoteis e resorts pela privacidade de uma casa alugada por temporada no exterior

Muitas famílias estão trocando estadias impessoais em hoteis e resorts pela privacidade de uma casa alugada por temporada no exterior (Divulgação)

Depois de um dia cansativo de passeio por pontos turísticos, praias ou compras, que tal descansar no conforto de uma casa? Essa tem sido a escolha de muitas famílias brasileiras que viajam para cidades como Orlando e Miami - no estado da Flórida, Estados Unidos - e preferem alugar residências a quartos de hotel. Além de mais viável economicamente, a opção oferece o diferencial de vivenciar a cultura local, passando um tempo em uma casa tipicamente americana.

A economia, segundo a proprietária da agência Paradise Turismo, Cláudia Mendonça, é garantida. “É possível encontrar diárias de US$ 95 em uma casa com dois quartos, que acomoda até seis pessoas. Isso dá uma média de US$ 16 por pessoa, mas em uma acomodação muito confortável e segura, com piscina, banheiro, cozinha completa, enfim, uma casa com estrutura americana completa”, explica.

Também é possível encontrar casas para grupos grandes de pessoas. Uma casa com seis quartos que acomoda até 18 pessoas, por exemplo, pode ser alugada por US$ 300 a diária. “Mas é importante lembrar que os valores alteram dependendo da época. Em alta temporada, o preço costuma aumentar”, alerta.

De acordo com Cláudia, além do preço, a experiência também tem conquistado os viajantes. “Quem vai e aluga casa sempre volta, não querem mais outra coisa, porque é muito prático. Você aluga a casa e o carro e fica livre para fazer a programação que quiser. E também é uma oportunidade ficar com a família, cozinhar para os filhos e vivenciar um tempo agradável e divertido com os familiares no ambiente de uma casa. Muita gente não tem tempo para isso na correria do cotidiano”.

Alugando sem pacote

Para quem prefere comprar as passagens por conta própria, existem agências de viagens que oferecem a opção de apenas alugar a casa. “Na Paradise, nós já fazemos isso há algum tempo. A pessoa pode comprar tudo por fora e fazer apenas o aluguel da casa por aqui”.

Vários sites também disponibilizam o aluguel de casas no exterior. Nesse caso, é preciso tomar mais cuidado e fechar contrato somente em sites confiáveis, de preferência onde algum conhecido já tenha alugado com sucesso e recomende.

Disposição

Quem aluga uma casa para as férias no exterior precisa estar disposto a estar em uma casa no exterior, ou seja: nada de serviço de quarto! É preciso cozinhar, fazer supermercado, lavar a louça, arrumar o quarto, etc.

“Isso também é uma oportunidade de viver como eles. É bastante interessante, por exemplo, ter essa experiência de fazer supermercado em outro país e variedade diferenciada de produtos oferecidos lá”, ressalta a empresária.

Compras

Uma das atrações mais famosas de Miami são as compras e os brasileiros estão comprando mais que roupas e óculos de grife. O corretor de imóveis James Basílio, que vende casas e apartamentos em Miami, afirma que os brasileiros estão indo além do aluguel: muitos estão comprando imóveis por lá. “Os brasileiros em geral – entre eles os amazonenses, claro -, já compram imóveis há bastante tempo em Miami. A busca começou a ficar intensa há uns quatro anos, com a desvalorização dos imóveis de lá. Além desse fator, os preços dos imóveis no Brasil também influenciam essa decisão, porque casas e apartamentos aqui estão cada vez mais caros”, explica.

Quem ficou interessado em fazer uma compra, pode entrar em contato com Basílio pelo e-mail james@basterrealty.com e começar a negociar com mais ou menos US$ 250 mil. “Um apartamento simples em prédio antigo, pode ser encontrado na faixa de US$ 250 mil,US$ 300 mil, mas isso na área de aventura, no centro, enfim, fora da praia. Na área da praia os preços já são mais altos”, estima Basílio.

Além de garantir “um cantinho” na badalada cidade, o comprador pode facilmente recuperar o investimento feito na compra. “Alguns clientes que eu tenho compram um imóvel e alugam durante o período da alta estação em Miami, que é de novembro a maio. Então eles alugam por seis meses e, com esse valor do aluguel praticamente se paga o custo do apartamento inteiro”.

Facebook Voce Reporter
Denuncia