Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Fifa e Coca-Cola treinam 840 catadores lixo para atuarem nos jogos da Copa no Brasil

Em todo o País, 840 catadores de lixo estão passando por treinamento. O objetivo seria incentivar a cultura da reciclagem no Brasil como um legado da Copa do Mundo

Lixo jogado por torcedores tomou conta do entorno da Arena da Amazônia

Durante jogo-teste da Fifa, na quinta-feira (3), entre Vasco e Resende, muito lixo foi jogado pelos torcedores no entorno da Arena da Amazônia (Vinicius Leal)

Oitocentos e quarenta catadores de materiais recicláveis estão sendo treinados em todo o País, por meio de parceria firmada pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) com a empresa Coca-Cola Brasil, para atuarem nos estádios das 12 cidades-sede da Copa do Mundo Fifa Brasil 2014, que ocorrerá  de 12 de junho a 13 de julho.

A parceria prevê que a Coca-Cola será a responsável pelo gerenciamento de resíduos sólidos na Copa. Nesta quinta (10), 70 catadores da Rede Movimento, que tem 34 cooperativas associadas, participaram de treinamento no Rio de Janeiro. O diretor de Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil para a Copa da Fifa, Victor Bicca, disse que os 840 catadores farão a coleta seletiva em todos os 64 jogos da Copa.

“Para isso, nós estamos fazendo um treinamento desses catadores, nas 12 cidades-sede. Hoje, nós estamos no Rio de Janeiro, fazendo o nono treinamento. Agora, faltam mais três cidades”, disse Victor. Segundo ele, o objetivo é assegurar que os catadores tenham todas as orientações para que possam se comportar e exercer de maneira correta a atividade de gestão de resíduos dentro dos estádios.

Com isso, o diretor espera coletar todos os materiais e embalagens que vão ser gerados durante os jogos, para que possam ser destinados à reciclagem. Após a coleta nos estádios, o material será transportado para as cooperativas parceiras, onde é feita a triagem, isto é, a separação dos materiais que, depois, são encaminhados para as empresas recicladoras.

Legado após 2014

A operação pretende garantir o fluxo completo da reciclagem, que envolve a coleta, triagem e a parte recicladora, para ser base de um novo produto. Victor Bicca assegura: “a gente está reforçando, que é um dos legados que a empresa quer deixar para depois da Copa, o incentivo da cultura da reciclagem no País e criando um novo patamar de gestão de resíduos dentro dos grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo”.

Os próximos treinamentos de catadores para atuar nos jogos da Copa estão marcados para São Paulo, na terça (15); Fortaleza, na quinta (17); e Curitiba, na quarta (23). Bicca informou que quando começar o período de exclusividade da Fifa, previsto para 22 de maio, os catadores do Rio de Janeiro farão um treinamento in loco, no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã.

O mesmo deverá ocorrer nas demais cidades, mas sem data confirmada para acontecerem essas reuniões. O diretor de Sustentabilidade acrescentou que, nessa próxima fase, os catadores darão início à atividade de gestão não só nos jogos, mas desde o começo da gestão dos estádios pela Fifa.