Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

HUGV recebe R$ 9 milhões em recursos do Ministério da Saúde

Anúncio sobre o repasse de R$ 163 milhões a 47 hospitais universitários, dentre eles R$ 6 milhões ao HUGV, foi publicado no Diário Oficial da União

Após protesto realizado por médicos que exigiam melhorias na estrutura e repasse de verbas federais ao Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), a unidade vai receber R$ 6 milhões em recursos do Ministério da Saúde. Somados aos três milhões obtidos pela reitoria da Ufam na semana passada, são R$ 9 milhões para custeio das atividades do HUGV. A previsão é que dentro de três semanas sejam retomados os serviços de internação e cirurgia do Hospital Universitário.

Conforme a Portaria nº 3.015, de 10 dezembro de 2013, publicada nesta quarta-feira, 11, no Diário Oficial da União, R$ 163 milhões serão repassados a 47 hospitais universitários, dentre eles o HUGV. Os recursos são oriundos do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF) e serão destinados ao custeio dos serviços oferecidos pelo Hospital.

Segundo a reitora da Ufam, professora Márcia Perales, os recursos para os hospitais universitários resultam do empenho de vários órgãos, entre os quais as universidades. “A complementação do repasse (mais 6 milhões) foi resultado de um esforço conjunto do Ministério da Educação, da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), Ministério da Saúde e  das reitorias das universidades”, disse a reitora.

A reitora informa ainda que no próximo ano o HUGV passará por situação semelhante a vivida em 2013. "Em 2014 teremos orçamento devidamente planejado para atender as nossas necessidades. Não podemos mais passar por situações como essa. Ainda este mês, deverá ser publicado o Edital para a contratação de Recursos Humanos. As perspectivas são muito boas", garante professora Márcia Perales.

De acordo com o diretor do HUGV, Lourivaldo Rodrigues de Souza, o valor repassado ao Hospital subsidiará o abastecimento do hospital. "Com esses recursos nós vamos pagar a maioria dos nossos fornecedores e adquirir insumos, materiais cirúrgicos e medicamentos para o retorno pleno do funcionamento do hospital", explicou o diretor da unidade de saúde da Ufam.

Condições do hospital

Desde o último dia 27 de novembro, todas as cirurgias marcadas no Hospital Getúlio Vargas haviam sido canceladas por falta de anestesia e outros medicamentos necessários.

O diretor informou que os serviços não serão imediatamente retomados pois é necessário realizar os procedimentos de aquisição dos materiais o que demandará em torno de três semanas. "Agora nós vamos empenhar o processo de comprar e esperar a entrega dos produtos".

Segundo Lourivaldo Rodrigues de Souza, assim que o hospital estiver 80% abastecido, o HUGV terá o atendimento normalizado. “Amanhã, a equipe do hospital se reunirá para fazer uma força-tarefa junto às empresas fornecedoras para que as entregas sejam feitas o mais rápido possível. Assim que alcançarmos 80% das mercadorias necessárias voltaremos a internar os pacientes. Precisamos de segurança para garantir o bom atendimento das pessoas no hospital”, disse o Diretor do HUGV.