Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Hissa fala sobre nova postura na gestão municipal: ‘Vou cobrar política pública’

Vice-prefeito de Manaus afirmou que, agora, se sente livre para ir às ruas cobrar a administração do prefeito Artur Neto

Despedida [Hissa]

Vice-prefeito Hissa Abrahão na festa, no Clube Municipal, com servidores da Secretária Municipal de Infraestrutura (Clóvis Miranda)

O vice-prefeito de Manaus e ex-secretário municipal de Infraestrura Hissa Abrahão (PPS), afirmou, nesta quinta (19), que não vai ficar preso em gabinete. Demitido do cargo de secretário da Seminf, Hissa disse que agora se sente livre para ir à rua cobrar políticas públicas para o município.

“Não vou ficar dentro de gabinete. Não é meu estilo. Vou continuar trabalhando pela cidade. Vou cobrar políticas públicas para a educação, para a saúde, para o trânsito. Vou cobrar porque é meu papel exigir”, disse Hissa Abrahão, ao chegar na manhã de ontem a uma festa realizada por servidores do gabinete dele e da Seminf.

Como secretário, Hissa declarou que não se sentia à vontade para se expor. E que deixava os holofotes para o prefeito. “(Como vice-prefeito), meu papel é cobrar. E sem nenhuma preocupação se vou está aparecendo ou não. Isso passou. Porque antes a gente ficava meu encolhido, né? Agora não. Estou livre”, afirmou Hissa.

Segundo a assessoria de Hissa, a Seminf tem aproximadamente 2 mil servidores, e todos foram convidados para a festa de confraternização com o ex-secretário. Concorrido, o evento foi realizado no Clube Municipal, localizado na avenida Torquato Tapajós, bairro da Paz, zona Centro-Oeste.

De surpresa, o prefeito Artur Neto (PSDB) e secretários de outras pastas apareceram na festa, por volta das 13h. Os coordenadores do evento informaram que a presença do prefeito e dos ex-colegas de Hissa não era esperada, mas era bem-vinda.

Despedida
Depois de trocar abraços e discursar para seus ex-comandados da Seminf, Hissa cumprimentou os secretários que se encontravam no local, mas foi embora antes da chegada do prefeito. “Estou muito alegre, na certeza de que 2014, mesmo com perseguição, mesmo com xingamento, nós vamos juntos ao projeto para cuidar da cidade e se Deus quiser, independente de nomes, trabalhar para que o Amazonas também melhore. Porque mudando Manaus, muda o Amazonas. A luta não para”, disse Hissa em seu discurso de despedida.

Artur Neto demitiu Hissa no dia 12, durante entrevistas a emissoras de rádio de Manaus. A briga entre os dois tem como pano de fundo as eleições de 2010. O prefeito queria que seu vice-prefeito se colocasse fora da lista de pré-candidatos ao Governo do Amazonas. Sem sucesso, tomou-lhe a Seminf.

“Acho que não teria muita diferença de sair em dezembro ou em março (de 2014). Mas o prefeito entendeu que era melhor me arrancar logo da secretaria e cabe a mim acatar. Não é fácil. Eu fui arrancado. Isso poderia ser de outra forma”, reclamou Hissa.