Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Após incêndio em Hospital de Autazes pacientes são removidos para Manaus

De acordo com a Susam nenhum dos pacientes internados ficou ferido e uma estratégia para atendimentos no município começará a ser executada


Géssica Santos, 21, foi uma das primeiras pacientes transferidas do município de Autazes para Manaus

Géssica Santos, 21, foi uma das primeiras pacientes transferidas do município de Autazes para Manaus (Márcio Silva)

Após um incêndio ocorrido em uma ala do Hospital Regional Dr. Deodato de Miranda Leão, no município de Autazes (distante 118 quilômetros de Manaus) por volta das 3h da madrugada desta sexta-feira (10), 14 pacientes que estavam internados na unidade foram transferidos para a capital.

Eles foram levados para o Hospital Pronto-Socorro 28 de Agosto, Pronto Socorro da Criança da Zona Sul e Maternidade da Alvorada e Azilda Marreiro, conhecida como maternidade do Galiléia, na Zona Norte.

Géssica Santos, 21, uma das cinco gestantes transferidas para a maternidade do Galiléia relatou que quando o fogo começou, ela e outras pacientes que estavam dormindo foram acordadas por uma senhora que estava do lado de fora do hospital e viu a fumaça.

“Não houve desespero e nem pânico, fomos nos levantando e saindo do hospital. Os funcionários começaram então a conter o fogo com os extintores do próprio hospital, porque não temos bombeiro na cidade”, relatou Géssica.

A jovem foi uma das primeiras a ser transferida para a capital, disse que foi muito bem tratada.

Segundo a gerente de enfermagem Leny Folhadela, após serem informadas sobre o ocorrido, montaram uma equipe específica para atender as mulheres que vieram do município de Autazes.

Providências necessárias

Wilson Alecrim explicou que o incêndio afetou o bloco do hospital onde se localizam a farmácia, a cozinha, a lavanderia e outros setores de apoio da unidade. 

“Todo o atendimento da unidade ficou inviabilizado, por isso optamos pela imediata transferência das grávidas em trabalho de parto ou com indicação de cesárea, bem como os pacientes mais graves, inclusive crianças”, frisou Alecrim.

No incêndio cerca de 10 toneladas de medicamentos e insumos de saúde foram perdidos. Foram disponibilizadas quatro aeronaves para o transporte dos pacientes.

Estado de saúde dos pacientes

Segundo informações da assessoria de comunicação da Susam, todos os pacientes transferidos de Autazes para Manaus, até a publicação desta matéria, se encontravam em quadro estável.

Plano de funcionamento do Sistema de Saúde

As equipes da área de engenharia do Governo do Estado e da Susam se deslocaram para Autazes e devem fazer o levantamento dos danos à área física do hospital para subsidiar o imediato programa de recuperação da unidade.

“Já estamos discutindo também com o prefeito do município um plano de funcionamento do sistema de saúde local para este período em que o hospital estará fechado. As duas Unidades Básicas de Saúde da prefeitura passarão a funcionar 24 horas, com médicos, enfermeiros e atendimento de urgência”, destacou Alecrim.

A Central de Medicamentos do Estado enviou um caminhão baú para o município, carregado com medicamentos para repor o material perdido no incêndio, além de uma ambulância para reforçar a frota de remoção local.

Na próxima semana devem ser iniciados os trabalhos de recuperação do hospital, para que a unidade volte a funcionar no mais breve possível, informou a Susam.

Com informações da assessoria de comunicação