Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Jornalista Umberto Calderaro é homenageado pela Igreja Católica

Associação Amigos da Catedral concede hoje medalha de mérito Imaculada Conceição a personalidades e órgãos de Manaus; solenidade será presidida por dom Ségio Castriani, na igreja da Matriz, Centro

Carmem Nóvoa [AAC]

Medalha é inspirada em igreja de Santiago de Compostela, revela Carmem (Euzivaldo Queiroz)

Um recorte do jornal A CRÍTICA que a escritora e jornalista Carmem Nóvoa guarda ganhou um tom amarelado com o passar dos anos. Mas o tempo não apagou a oração da Novena do Fogo publicada pelo jornalista e fundador de “A CRÍTICA” Umberto Calderaro Filho registrando seu agradecimento a uma graça alcançada. A lembrança que Carmem também guarda, além da fé de Umberto Calderaro, é do espaço que ele sempre deu para noticiar assuntos da Igreja.

“O nome de Umberto Calderaro tem uma relação forte com o jornalismo amazonense e de prestação de serviço à igreja, pois sempre ajudou com a mídia”, destacou Carmem. A lembrança elegeu, este ano, “in memoriam”, o jornalista e fundador de “A CRÍTICA” para receber a medalha de mérito Imaculada Conceição pela Associação Amigos da Catedral (AAC). A entrega da medalha será realizada nesta sexta (6), na Igreja Nossa Senhora da Conceição (Matriz), no Centro, em solenidade presidida por dom Sérgio Castriani.

Presidente executiva da associação, Carmem Nóvoa explica que a homenagem é feita às pessoas que, de alguma forma, prestaram serviços à Igreja. “A colaboração nem sempre está ligada à ajuda financeira”, disse a jornalista e escritora.

Também serão homenageados nesta segunda edição da medalha de mérito Imaculada Conceição o Coral João Gomes Júnior, o empresário José Nasser, o bispo emérito dom Luiz Soares Vieira, o bispo auxiliar emérito dom Mário Pasqualotto e o jornal Amazonas Em Tempo.

“O coral sempre esteve atuante desde que foi fundado, na Catedral Metropolitana”, disse Carmem sobre a escolha do grupo para receber a homenagem. Este ano, o coral, criado pelo maestro amazonense Nivaldo Santiago, celebrou 57 anos de fundação.

A associação foi fundada há dois anos pelo bispo emérito dom Luiz Soares Vieira, com o objetivo de estimular a manutenção e reformas necessárias na Igreja Nossa Senhora da Conceição. A Igreja da padroeira do Amazonas foi elevada à Catedral e inaugurada oficialmente em 1877.

Na primeira edição da medalha de mérito Imaculada Conceição, entre os homenageados estiveram o empresário e jornalista Phellipe Daou, o empresário José Roberto Tadros, Amadeu Teixeira e Mário Ypiranga Monteiro, “in memoriam”.

A solenidade de entrega das medalhas contará com a presença de familiares e amigos dos homenageados.