Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Clínica do Viajante prevê aumento no número de atendimentos em Manaus

A expectativa, segundo o coordenador da Clínica, Sílvio Fragoso, é que haja um aumento na procura do serviço nos próximos dias em decorrência do jogo que acontece em Manaus, nesta quarta-feira

Fundação de Medicina Tropical

Fundação de Medicina Tropical (Antonio Menezes)

Inaugurada há sete dias pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam), a Clínica do Viajante, novo serviço da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) – que funciona na avenida Pedro Teixeira, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus –, registou, até esta segunda-feira (16), 15 atendimentos – 14 deles a turistas estrangeiros oriundos dos Estados Unidos, Inglaterra, França e Itália. 

O secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, diz que o número de pacientes segue tendência registrada nos pronto-socorros da cidade, onde são poucos os casos atendidos relacionados à Copa.

Segundo o coordenador da Clínica do Viajante, Silvio Fragoso, pode haver um aumento nos próximos dias, quando são aguardados mais turistas na cidade, vindos dos Estados Unidos e de Portugal, para torcer pelos dois países, que se enfrentam na próxima quarta-feira (18). Segundo informações do Governo do Estado, estima-se que 35 mil visitantes estrangeiros compareçam à capital do Amazonas esta semana.

O coordenador da Clínica, Sílvio Fragoso, informou que o serviço está disponível 24 horas por dia, sendo das 7h às 19h na própria Clínica e, entre 19h e 7h, com o apoio do Pronto Atendimento (PA) de Urgência e Emergência da FMT-HVD, no mesmo local e também em dias de jogos da Copa.

“Até o momento, o número de atendimentos está dentro do esperado. Pode haver um aumento nos próximos dias, já que são aguardados mais turistas dos Estados Unidos e de Portugal do que os que compareceram ao jogo anterior (Itália e Inglaterra)”, explicou. Segundo informações Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), estima-se que 35 mil visitantes estrangeiros compareçam à capital do Amazonas esta semana.

No local já foram registrados atendimentos de casos clínicos relacionados a suspeitas de doenças infecciosas, como gripe, além de quadros de febre com diagnóstico inespecífico. Uma criança também recebeu auxílio após apresentar reação por picada de inseto.

“Até agora não registramos nada de muito preocupante e ninguém precisou ficar internado. Os pacientes foram medicados e, em seguida, liberados. Orientamos a todos eles que, em caso de permanência dos sintomas, em 48 horas, voltassem à Clínica para nova avaliação”, frisou o coordenador.

Ele lembrou, ainda, que o número o telefone 8405-0044 está à disposição para quem precisar  tirar dúvidas e receber orientações. Os atendimentos na Clínica são realizados por clínicos gerais e  infectologistas bilíngues. O serviço é voltado para o atendimento médico e orientação de turistas nacionais e estrangeiros, com ênfase nas doenças tropicais e infectoparasitárias, especialidades nas quais a FMT é referência no País e internacionalmente.

O serviço de atendimento ambulatorial conta com o suporte de todo o complexo hospitalar da FMT-HVD, que tem 143 leitos de internação, incluindo Unidade de Terapia Intensiva. Além disso, a instituição poderá contar, ainda, com mais 33 leitos de retaguarda, sendo 20 na estrutura do Hospital-Dia e 13 na recém-inaugurada enfermaria de pesquisa clínica, que funcionam com leitos de isolamento.

Embora esteja localizada no Dom, o mesmo bairro onde fica a Arena da Amazônia, a FMT/HVD está fora do perímetro definido pela Fifa como de circulação restrita em dias de jogos no estádio.

Sobre a FMT/HVD

A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado completou, em março deste ano, 40 anos de serviços prestados à população, nas áreas de Assistência, Pesquisa e Ensino. Nestas quatro décadas, a instituição amazonense alcançou reconhecimento nacional e internacional, consolidando-se como uma referência no diagnóstico, tratamento, produção científica e tecnológica na área das doenças tropicais e infectoparasitárias, com destaque para a Malária, Dengue, Leishmaniose, Hepatites Virais e, nas últimas duas décadas, também para HIV/Aids.

A FMT/HVD funciona também como referência da rede estadual de saúde para o tratamento de vítimas de acidentes com animais peçonhentos, tendo em seu quadro de especialistas, estudiosos de temas como ofidismo e escorpionismo, com amplo conhecimento e experiência nos temas, o que contribui para o correto manejo clínico de pacientes.

A Fundação tem executado projetos como sentinela do Ministério da Saúde (MS), em estudos que servem de respaldo para a definição de políticas públicas. Dentre as ações de destaque, executou projetos de pesquisa que permitiram ao MS implantar, em todo o País, novos esquemas terapêuticos para o tratamento da Malária; foi responsável pelo projeto piloto que viabilizou a implantação do teste rápido de HIV/Aids no Sistema Único de Saúde (SUS), uma metodologia revolucionária no campo de apoio ao diagnóstico da infecção; coordenou, em Manaus, estudo piloto, também realizado na cidade do Rio de Janeiro, para testar novo método de diagnóstico da tuberculose, o GeneXpert, que permite chegar ao resultado em até 2 horas. Atualmente, a FMT-HVD está realizando testes de uma nova droga, a Tafenoquina, destinada ao tratamento da Malária causada pelo Plasmodium Vivax. O objetivo é testar a eficiência do medicamento que, se comprovada, deverá ser adotado no âmbito do SUS.

 *Com informações de assessoria de comunicação.