Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Federação Brasileira de Bancos alerta para o uso correto de cheques no ano que vem

As dicas são para emitir sempre cheques nominais e cruzados, eliminar os espaços vazios, evitar rasuras, controlar os depósitos e retiradas no canhoto

A entidade aconselha também que o correntista destrua os talões de contas inativas

A entidade aconselha também que o correntista destrua os talões de contas inativas (Arquivo AC)

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) emitiu comunicado para alertar os correntistas sobre o preenchimento de cheques no próximo ano. A instituição informa que durante o mês de janeiro, “para os cheques datados com o ano de 2013, os bancos vão adotar procedimentos de verificação para checar se os mesmos não foram emitidos além do prazo permitido em norma para sua compensação, que é de seis meses. Se for comprovado que, de fato, houve um equívoco do cliente no preenchimento do cheque, o mesmo será compensado normalmente”.

A Febraban, que compensa aproximadamente 1 bilhão de cheques por ano, garante que a medida vai beneficiar os clientes, tanto o depositante quanto o emitente, e minimizará impactos e transtornos nos serviços de compensação dos bancos.

Outro alerta é sobre a segurança na hora de utilizar o cheque. As dicas são para emitir sempre cheques nominais e cruzados, eliminar os espaços vazios, evitar rasuras, controlar os depósitos e retiradas no canhoto – inclusive as realizadas com cartão, evitar circular com talões de cheques e levar apenas a quantidade de folhas que pretende utilizar no dia.

O correntista deve adotar também como prática, ao receber um novo talão, conferir os dados referentes ao nome, número da conta corrente e CPF e a quantidade de cheques do talonário, além de ter cautela ao guardar os talões. A Febraban recomenda ainda destacar a folha de requisição do talão e guardar em separado e nunca deixar as requisições ou cheques assinados no talão.

A entidade aconselha também que o correntista destrua os talões de contas inativas, separe os cheques de qualquer documento pessoal, não utilize caneta hidrográfica ou com tinta que possa ser facilmente apagada, evite canetas oferecidas por estranhos, não forneça dados pessoais por telefone e nunca utilize máquina de escrever com fita à base de polietileno, pois os valores preenchidos poderão ser facilmente apagados e modificados.