Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Moradores de ramal fecham AM-010 em protesto nesta segunda-feira

Os manifestantes reivindicam melhores condições de infraestrutura do ramal, que é utilizado para o escoamento de produtos agrícolas

Três viaturas da Polícia Militar foram enviadas ao local e os manifestantes exigiram a presença da imprensa, antes deixarem a AM-010

Três viaturas da Polícia Militar foram enviadas ao local e os manifestantes exigiram a presença da imprensa, antes deixarem a AM-010 (Divulgação )

Aproximadamente 200 moradores do ramal Manapólis, localizado no quilômetro 128 da AM-010, montaram uma barricada com pneus e pedaços de madeira e fecharam a rodovia estadual que liga Manaus ao município de Itacoatiara na manhã desta segunda-feira (7). Os manifestantes reivindicam melhores condições de infraestrutura do ramal, que é utilizado para o escoamento de produtos agrícolas.

Segundo o morador João Alves*, 50, o asfaltamento no ramal é precário e prejudica o tráfego de veículos durante dias chuvosos, assim como o deslocamento das famílias.

“Fica difícil de sairmos de casa devido ao atoleiro que fica o ramal após uma chuva. Nós vivemos do que produzimos e nesses dias não temos como escoar os produtos. É necessário que alguém nos ajude, porque o trabalho que foi feito aqui não prestou. A prefeitura joga para o Incra, o órgão joga para a Secretaria de produção e no fim nada é feito para a melhoria”, declarou.

De acordo com o tenente PM Malcon Oliveira, do Comando de policiamento de Rio Preto da Eva, os moradores do ramal ocuparam a rodovia por volta das 8h. Com pedaços de madeira e pneus eles ocuparam as duas faixas da via e atearam fogo.

Três viaturas da Polícia Militar foram enviadas ao local e os manifestantes exigiram a presença da imprensa, antes deixarem a AM-010. O sub-comandante do Comando de Policiamento do Interior (CPI), tenente coronel Everton Cruz, esteve no local e conseguiu negociar a interdição apenas de uma das faixas (Sentido Itacoatiara-Manaus).

A equipe de reportagem A Crítica entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Rio Preto da Eva, que informou a área faz parte do assentamento Iporá desenvolvido pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).

A reportagem também entrou em contato com a assessoria de imprensa Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), responsável pelo asfaltamento do ramal, que ficou de enviar nota ainda nesta segunda-feira.

Ramal não é de responsabilidade da Prefeitura

A Prefeitura de Rio Preto da Eva informa, em nota, que a recuperação do Ramal Manapólis, no quilômetro 128 da AM-010, onde fica no assentamento Iporá, não está sob a responsabilidade da administração municipal. O local é uma área de assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).

O prefeito Luiz Ricardo (PRP) diz lamentar a situação do ramal, principalmente, pelos prejuízos sofridos pelos agricultores. Ele destaca que a prefeitura tem cedido mão de obra para operar os tratores que fazem a manutenção dos ramais. "Nós, enquanto prefeitura, ajudamos na medida do possível, mas não temos condições de assumir essa responsabilidade", disse o prefeito.

(*nome fictício para preservar a identificação da fonte)