Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

De mulher para mulher e de porta em porta

A gigante rede varejista de fast fashion Marisa está apostando na venda direta desde 2012 e pretende trazer a novidade para o Amazonas até 2015 


O gerente geral de Venda Direta da rede, Marcel Szajubok, está otimista com o Amazonas

O gerente geral de Venda Direta da rede, Marcel Szajubok, está otimista com o Amazonas (Divulgação)

Não se assuste se um catálogo com produtos das lojas Marisa chegar às suas mãos no ano que vem. Presente nos principais espaços comerciais de Manaus e do Brasil, a famosa rede varejista de fast fashion, que ficou famosa pelo slogan “De mulher para mulher”, resolveu investir na venda direta em 2012 e quer expandir este novo recurso comercial para todo o território do País até 2016. Em entrevista exclusiva por teleconferência ao DINHEIRO, o gerente geral de venda direta da rede, Marcel Szajubok, revelou que o método “de porta em porta” deve chegar ao Amazonas ainda no primeiro semestre de 2015.

Com a novidade, a empresa pretende ser referência do setor de moda no ramo e “abocanhar” algumas cifras dos números bilionários que a venda por catálogos registra no País todos os anos. Só em 2013, por exemplo, o Brasil movimentou R$ 41,6 bilhões em venda direta, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), ocupando a quarta posição no ranking mundial da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA), tendo à frente Estados Unidos, Japão e China. “Nossa estimativa é lucrar R$ 500 milhões nos próximos cinco anos”, revela o gerente.

A Marisa foi a primeira gigante varejista de fast fashion do Brasil a investir neste cenário e a aposta já está rendendo resultados positivos. O projeto-piloto foi lançado em dezembro de 2012 e, atualmente, a empresa conta com 35 mil consultoras em 15 estados do Brasil, incluindo Pará, Amapá, e já está finalizando a implantação em mais cinco, como Tocantins.

“O que temos visto nesses estados do Norte, principalmente no Pará, tem nos animado muito para investir cada vez mais nessa área. Em 2015, vamos começar a montar uma equipe no Amazonas e acreditamos que será um grande sucesso”.

Zero de investimento

Para ser uma consultora de moda e beleza da Marisa, a pessoa só precisa preencher um cadastro no site www.marisavd.com.br. “Nós não exigimos um investimento inicial, ela fica livre para trabalhar como quiser e ainda pode pagar com o cartão Marisa e começar a pagar só depois de 40 dias”, explica.

De acordo com o gerente, algumas das consultoras já conseguem lucrar até R$ 1.500 com as vendas pelos catálogos. “É um trabalho que depende só delas, então, se elas se esforçarem, conseguem um bom rendimento. Para ajudar, disponibilizamos catálogos 100% novos mensalmente, sempre com muitas novidades, além de cursos e encontros onde elas recebem orientação sobre moda e técnicas de vendas”.

Fazendo história

A Marisa é a maior rede de moda feminina e moda íntima feminina do Brasil. Com mais de 65 anos de experiência, a marca conta com mais de 400 lojas em ruas e shoppings, com diversos formatos e conceitos: Marisa Ampliada, Marisa Feminina e Marisa Lingerie. Há 14 anos possui sua loja virtual – www.marisa.com.br – e, em 2012, entrou no mercado da venda direta.