Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

CDLM gravará reuniões com candidatos ao Governo do AM para fortalecer cobranças

Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus ouvirá candidatos a governador, fará algumas reivindicações e filmará conversa com eles para, depois, cobrá-los

Ralph Assayag [CDL]

Ralph Assayag destacou a importância do diálogo entre lojistas e governantes (Arquivo-AC)

Com o fim da Copa do Mundo, as atenções do comércio se voltaram para as eleições. Durante todo o mês de agosto, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM) vai receber os candidatos ao Governo do Amazonas para fazer algumas reivindicações e escutar as propostas relativas ao setor. Todas as reuniões serão filmadas para fortalecer as cobranças nos próximos quatro anos e garantir que as promessas do futuro governador serão cumpridas.

O presidente da Câmara, Ralph Assayag, fez questão de enfatizar que esta é uma prática comum da CDLM e que não tem como objetivo gerar parcerias ou conceder apoio a algum candidato. “Sempre fazemos isso, é uma forma de assegurar que as promessas serão cumpridas”.

O mesmo processo foi aplicado antes, com o ex-governador, Omar Aziz, e com o atual prefeito, Artur Neto, quando este assumiu o cargo. Segundo o presidente, Omar cumpriu 80% do prometido e Artur, até agora, cumpriu 50%. “Estamos fazendo reuniões constantemente para assegurar que a gestão atual da prefeitura cumpra o que foi prometido até as próximas eleições. Como o governador Melo, vamos conversar para saber suas propostas caso seja reeleito”, explicou.

Reivindicações

Além de ouvir as propostas, a CDLM quer saber como os candidatos pretendem colaborar com duas importantes reivindicações. A primeira é a desburocratização de todos os assuntos que interferem o comércio e a inclusão do setor nas reuniões sobre projetos que podem vir a afetar o cenário dos lojistas no Estado.

“Algumas medidas acabam afetando diretamente o comércio, mas só nos avisam quando já está tudo decidido, nos pegando de surpresa. Coisas envolvendo o Corpo de Bombeiros, a Secretaria da Fazenda, o Inmetro e infraestrutura, por exemplo, muitas vezes interferem nas lojas ou com o cotidiano do comerciante. Queremos participar para encontrar uma solução boa para todos, ou pelo menos para nos prepararmos com antecedência, sem surpresas”.

O outro desejo da Câmara é conseguir apoio pro Liquida Manaus, que acontece todo ano, geralmente na primeira quinzena do mês de abril. A campanha formaliza empresas informais; incentiva a contratação de mais funcionários; lança promoções nas lojas, garantindo um melhor preço ao cliente final. Todas essas medidas aumentam as vendas e, consequentemente, aumentam a arrecadação do Estado.