Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Prefeitura e Governo anunciam antecipação do 13º salário para alguns servidores do AM

A quantia de aproximadamente R$ 260 milhões está confirmada para a primeira parcela do benefício que será paga para funcionários públicos e parte dos trabalhadores da indústria e do comércio local

Os outros “favoritos” na corrida pelo título, como Argentina e Alemanha também marcam presença no comércio local

Para o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag, a notícia veio na hora certa, devido a baixa venda no mês de junho (J. Renato Queiroz)

Após contabilizar prejuízos em junho, o comércio pode respirar mais aliviado. Uma quantia de aproximadamente R$ 260 milhões está confirmada para ser injetada na economia amazonense no mês de julho com a antecipação da primeira parcela do 13º salário para os funcionários do governo e da prefeitura e para parte dos trabalhadores da indústria e do comércio local. O montante deve ajudar a aumentar o volume de vendas e reequilibrar o setor que saiu perdendo com a Copa.

Para o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag, a notícia veio na hora certa. “Era a melhor notícia que poderíamos receber porque além do funcionalismo público que geralmente efetua o pagamento neste período, parte do comércio e boa parte das empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) também devem optar pelo final de julho para fazer o depósito na conta dos trabalhadores”, argumentou.

Assayag ressaltou que apenas a primeira semana de jogos (entre os dias 12 e 16 de junho) foi positiva para o varejo, com alta de 1%, mas nos dias posteriores, o registro foi de 3% de queda no volume comercializado. Segundo ele, este ano, o setor tem o agravante de não contar com o Liquida Manaus, promoção que auxilia os comerciantes no período de fraco movimento. “Nossa expectativa é de que os consumidores paguem suas dívidas e ainda invistam na aquisição de produtos”, projetou.

Setores

Entre os trabalhadores que receberão o pagamento antecipado, estão os funcionários públicos do Estado e da prefeitura. A maior injeção vai partir do Governo que pagará R$ 170 milhões a 90 mil servidores. A prefeitura municipal, por sua vez, vai remunerar 30 mil servidores, aplicando um montante de R$ 52,33 milhões na economia do Estado.

O benefício aos funcionários do governo devem ser depositados no final de julho seguindo os dias normais do calendário de pagamento.

Já na prefeitura, os depósitos serão feitos em três dias, sendo o dia 29 destinado ao pagamento dos servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o dia 30 aos funcionários das secretarias municipais de Saúde (Semsa) e de Finanças,Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef) e o dia 31, aos demais grupos.

O comércio e a indústria também concederão o benefício à parte de seus trabalhadores. O comércio deve injetar R$ 35 milhões na economia com o pagamento de 15% dos funcionários e o segundo estima pagar pelo menos 50% de seus operários.