Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Comunidade São Francisco do Caramuri cria projetos em defesa do meio ambiente

A Comunidade quer mostrar para turistas como é possível gerar renda com a floresta em pé

Local tem nome do fruto que só nasce a cada quatro anos e que pode ser o título oficial da bola de futebol da copa de 2014

Local tem nome do fruto que só nasce a cada quatro anos e que pode ser o título oficial da bola de futebol da copa de 2014 (Odair Leal)

Moradores de São Francisco do Caramuri, situada na zona rural de Manaus, seja referência para todo o mundo no quesito preservação ambiental. Para isso, nos últimos anos, as 35 famílias que moram na região têm se mobilizado na busca de projetos em defesa do caramurizeiro. A árvore, símbolo da comunidade, chega a alcançar até 25 metros de altura e seu fruto - o caramuri - nasce somente de quatro em quatro anos.

O principal objetivo dos 170 moradores é mostrar para os turistas que são esperados para a Copa de 2014 como usar sustentavelmente os recursos naturais sem comprometer as necessidades das futuras gerações.

O presidente da associação de moradores, Daniel Leandro da Silva, explica que a comunidade quer ser exemplo de legado. “A localidade tem um potencial turístico muito grande. O conceito que nós temos fortalecido é de que é possível preservar o meio ambiente e ter geração de renda, sem prejudicar as próximas gerações. Isso que é sustentabilidade e é esse aprendizado que queremos compartilhar com os visitantes”, disse

“Nós temos estimulado muito uma campanha na comunidade chamada ‘Caramuri, o nosso fruto: preservar é preciso’. Há 10 anos que nenhum morador corta um caramurizeiro. Por isso, queremos ser lembrados por essa referência de preservação já que é um assunto que tem sido cada vez mais discutido no mundo inteiro”, completou.

Entre os projetos que devem contribuir para que Caramuri seja referência como região que sabe preservar os recursos naturais que estão ao alcance do homem é o de pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que pretendem adotar algumas linhas de pesquisa com o caramurizeiro.

Os pesquisadores vão estudar os processos de germinação e conservação das sementes dessa árvore, estabelecer métodos para produção de mudas e estudar o manejo e a silvicultura (método natural de regenerar e melhorar o plantio da espécie). O processo de pesquisa inclui, ainda, a organização de um curso de coleta de frutos e de sementes para que se continue evitando a derrubada da árvore que pode sofrer risco de extinção.

Origem

A comunidade de São Francisco do Caramuri foi batizada no dia 4 de outubro, data em homenagem a São Francisco, padroeiro da ecologia. Caramuri significa “fruta que alimenta o homem” na língua indígena sateré mawé. Trata-se de uma fruta de polpa muito doce, que é encontrada apenas na região do baixo Amazonas.