Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

  • EM DESTAQUE

  • Últimas
  • Você Repórter
  • Mundo
  • Brasil
  • Economia
  • Interior
  • Política
  • Tecnologia
  • Veículos
  • Cotidiano
  • Cultura
  • Manaus tem maior índice de aprovação entre as cidades-sede da Copa do Mundo 2014

    Pesquisa realizada pelo Ibope entrega o perfil otimista do manauara. Segundo ela, 53% dos entrevistados da cidade aprova a realização do evento

    Arena da Amazônia é inaugurada neste domingo, dia 9 de março de 2014

    Manaus é única dentre as cidades-sede cuja maior parte da população acredita em saldo positivo (J. Renato Queiroz)

    Manaus é a cidade-sede cuja população mais aprova a realização da Copa do Mundo 2014, de acordo com o pesquisa feita pelo Ibope. A pesquisa encomendada pelo Governo Federal sobre a popularidade do Mundial, 53% dos manauaras se mostraram a favor do evento, 19% são indiferentes e apenas 5% são contra.

    O otimismo de Manaus continua no ânimo geral sobre a competição: 48% dos entrevistados da cidade disseram estar animados com o evento e 53% acreditam que os jogos terão o saldo mais positivo que negativo. Além disso, 30% dos manauaras acreditam no contrário e 17% acreditam que os jogos não farão diferença para o país ou não souberam responder.

    A diferença é gritante para o resto do Brasil. Manaus é única dentre as cidades-sede cuja maior parte da população acredita em saldo positivo. Para mérito comparativo, Rio de Janeiro e Recife têm a segunda e terceira maior percentagem de pessoas que creem em um saldo positivo da Copa (40% e 35%, respectivamente), mas em compensação, 49% dos cariocas e 51% dos recifenses acreditam que o saldo dos jogos será negativo.

    Em Manaus, 68% dos entrevistados concordaram que a Copa contribuirá para o brasileiro ter orgulho próprio e 47% aprovaram a atuação do Governo Federal na organização da competição.

    “É inacreditável pensar que Manaus receberia quatro jogos de Copa do Mundo, nunca achamos que isso seria possível”, disse Márcio Borges, 33, publicitário e grande torcedor, espelhando a felicidade do povo manauara em sediar o evento.

    “Claro que há alguns problemas de infraestrutura, como, por exemplo, essa herança das obras do entorno da Arena [da Amazônia], que não foram concluídas, mas eu prefiro encarar da forma positiva. Esse ano, um dos objetivos da minha vida, que era acompanhar um jogo de Copa do Mundo, eu vou poder realizar”, declarou Márcio.

    Críticos

    Manaus é a única dentre as sedes a acreditar que a Copa será uma oportunidade do país mostrar que consegue organizar um evento desse porte, na contramão das outras cidades que receberão os jogos, em especial, Curitiba.

    A capital paranaense está no extremo oposto da pesquisa: apenas 1 a cada 4 curitibanos aprova a Copa. Quanto ao saldo, a situação não melhora: apenas 26% acreditam num saldo positivo, 6% acreditam que os jogos não farão diferença para o país ou não souberam responder e 66% deles acredita em um saldo negativo do evento – a maior rejeição entre as cidades-sede.

    Prós e contras

    A pesquisa foi realizada entre 30 de maio e 1º de junho e ouviu 6.272 pessoas ao todo. Em Manaus, bem como em todas as cidades-sede à exceção de São Paulo e Rio de Janeiro, 406 pessoas foram ouvidas. No Rio, esse número foi de 504 pessoas e em São Paulo, foi de 602.

    Um ponto positivo trazido na maioria das capitais foi a geração de empregos. Isso foi enaltecido por 64% dos entrevistados de Natal e 56% dos do Recife e Rio de Janeiro. Natal também lidera as críticas ao transporte público coletivo: o maior índice de reprovação das obras feitas neste setor está na capital do Rio Grande do Norte (46%).