Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

'Manaus é a mais segura entre as sedes’, afirma Dan Câmara

Secretário adjunto de Segurança para Grandes Eventos aponta investimentos de R$ 70 milhões do Governo do Estado e estrutura de alta tecnologia para policiamento durante a Copa, revelada com exclusividade para  ACRÍTICA

O plano operacional de segurança para o evento será um trabalho integrado com as Forças Armadas e a Polícia Federal, para atender ocorrências de possíveis ataques terroristas e atentados durante os jogos

O plano operacional de segurança para o evento será um trabalho integrado com as Forças Armadas e a Polícia Federal, para atender ocorrências de possíveis ataques terroristas e atentados durante os jogos (Luiz Vasconcelos)

 “A Copa do Mundo de 2014 no Amazonas poderá ser a mais segura entre todas as cidades sede do Brasil”. Quem assegura é o secretário executivo adjunto de Segurança para Grandes Eventos, coronel Dan Câmara. É ele quem vai comandar o “cérebro” da segurança da Copa, que está sendo instalado em um prédio anexo ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), localizado na avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul e está sendo chamado de Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

Dan Câmara apresentou, com exclusividade para A CRÍTICA, todo o sistema que vai garantir a segurança durante a Copa: um conjunto de tecnologia de ponta que começou ser testado na festa de Réveillon desde ano, na Ponta Negra.

Mas ele garante que a segurança para o evento começou ser planejada em 2011, quando o programa de segurança pública Ronda no Bairro foi idealizado pelo Governo do Estado.

No decorrer do tempo, o projeto de segurança para a Copa do Mundo “ganhou forma” e hoje chama a atenção das autoridades internacionais quem vêm ao Amazonas para as reuniões pré-Copa, garante ele.

Segundo Câmara, o investimento dos governos Federal e Estadual em equipamento e treinamento de pessoas é de R$ 70 milhões. O coronel destaca que esse é um dos legados que a Copa vai deixar para o Estado.


Centro Integrado de Comando e Controle em maio
Segundo Dan Câmara, o Centro Integrado de Comando e Controle (foto) está previsto para ser inaugurado no mês maio e deve abrigar representantes de todas as instituições de segurança pública das três esferas do governo – estadual, municipal, Federal – além das Forças armadas.

Nesse local começa ser implantado o sistema de coordenação e controle das ações de segurança da Copa do Mundo com a tecnologia de comunicação e informação de ponta, revelou Dan Câmara.

“Desse centro será possível fazer o controle de segurança por terra e aéreo”, disse. O coronel destacou como principais recursos do novo centro uma conexão com um sistema de captação e reprodução de imagens aéreas - chamado de imageamento aéreo.

De acordo com ele, só será possível realizar a captura e reprodução dessas imagens aéreas por meio de um equipamento denominado de “Fly”, que será instalado nas duas aeronaves da Polícia Militar que têm a capacidade de fazer buscas e acompanhamento de suspeitos, por serem equipadas com uma câmera com alta capacidade de aproximação de imagens.

Monitoramento do aeroporto ao Centro
Todas as áreas de interesse de segurança da Copa do Mundo foram mapeadas, como os portos, aeroportos, Ponta Negra, Arena e pontos turísticos que devem ser visitados pelos turistas que virão ao Amazonas para assistir aos jogos do mundial.

A informação é do secretário adjunto de Segurança para Grandes Eventos, Dan Câmara, que lembrou que, quando da implantação do programa Ronda do Bairro, já havia a intenção de controlar os índices de segurança do Estado e reduzí-los, para que isso reflita de forma positiva ao turista que pretende vir ao Estado, e colabore para tornar o Amazonas conhecido como um destino seguro.

Dan Câmara ressaltou que, no período da Copa, a cidade não ficará sem segurança. Isso porque a segurança do evento será um trabalho integrado. Para as ocorrências de possíveis ataques terroristas e atentados, a prevenção e combate é competência das Forças Armadas e da Polícia Federal.

Mas a parte da segurança que compete ao Estado também está preparada e dispõe de forças de operações especiais para atender ocorrências de alto risco, garante Dan Câmara.

“Quando um marginal efetua um assalto a banco, é uma ocorrência de alto risco, mas quando ele toma alguém de refém, é de altíssimo risco e nisso a nossa polícia está capacitada para agir”, disse o coronel.


Manifestações
O Centro de Inteligência Regional vai monitorar 24 horas por dia, durante todo período da Copa, e repassar para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) todas as informações sobre protestos durante o mundial. Essa é uma missão da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e de outros órgãos de Inteligência do Estado.

Segundo Dan Câmara, com a definição das chaves dos países quem vêm jogar no Amazonas, aumentou o nível de risco, com a vinda de pessoas violentas, como os Hooligans, torcedores que usam da violência no estádio e nas ruas, e são combatidos pela polícia inglesa. Para situações como essa, as medidas de proteção começam de fora para dentro, explica o coronel. “Há uma espécie de lista negra com os nomes desses torcedores. Eles estão fichados e serão impedidos de saírem de seus países de origem”, explicou.

Para prevenir que um atentado terrorista aconteça, está sendo realizado um trabalho internacional, por meio de monitoramento, que já acontece há mais de dois anos. O objetivo é impedir que os terroristas desses países cheguem ao Brasil.

Mais câmeras
Além das 300 câmeras de seguranças que estão instaladas em toda cidade haverá mais 50 instaladas só no perímetro da Arena da Amazônia, onde vão acontecer os jogos. Uma outra novidade são as câmeras termais, que possibilitam a identificação de pessoas por meio da temperatura do corpo. Elas serão instaladas nas duas plataformas móveis elevadas e também no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

Treinamento à frente das demais
Para Dan Câmara, no quesito segurança na Copa, Manaus está a frente de muitas outras cidades que serão sede. Segundo ele, na maioria delas, o cronograma de treinamento integrado ainda está para começar. Enquanto isso, aqui no Estado esses treinamentos já começaram há dois anos.

Atualmente, de acordo com ele, está sendo feita a integração de todos os órgãos para que tudo saia conforme foi planejado. “É a integração dessas forças que vai fazer com que essa operação seja a maior ou a menor da Copa”, avaliou.

O grupo de Manuseio de Artefatos Explosivos (Marte) recebeu do Governo Federal um kit com equipamentos que serão usados durante a Copa, caso haja ameaças de bombas ou explosivos. Todos receberam treinamento e estão capacitados para usar os equipamentos que receberam. Alguns equipamentos já foram utilizados com sucesso em ocorrências recentes.

O Marte vai operar em ocorrência que envolvam ameaças de bomba, de forma integrada com o grupo Fera da Polícia Civil, o Exército e a Polícia Federal. Para Dan Câmara, a capacidade de coordenação integrada e de tecnologia é tão importante quanto a operação presencial do homem.