Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Manifestantes protestam contra apagão em Itacoatiara, a 177 quilômetros de Manaus

Segundo a Polícia, uma manutenção nas turbinas de uma das subestações que fornece energia para o município causou a interrupção do serviço

Rocam policiou o entorno da Prefeitura de Itacoatiara para conter possíveis novas manifestações

Rocam policiou o entorno da Prefeitura de Itacoatiara para conter possíveis novas manifestações (Divulgação)

Na madrugada desta terça-feira (24), cerca de 25 pessoas promoveram um motim em protesto pela interrupção do fornecimento de energia elétrica na cidade de Itacoatiara (a 177 quilômetros de Manaus).

Segundo a Polícia Militar, a energia começou a oscilar por volta das 22h e, por volta das 23h, um apagão geral teve início. A cidade tem 86.839 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Por volta das 2h, um grupo de manifestantes se reuniu nas ruas da cidade e revoltado, atentaram contra a integridade de alguns prédios.

Conforme o Comandante do Batalhão de Itacoatiara, capitão Zelian, a Prefeitura Municipal da cidade, uma agência do Banco da Amazônia (Basa), uma concessionária da Moto Honda, e a casa do prefeito foram apedrejadas pelos protestantes. Ainda segundo a autoridade policial, a Câmara Municipal foi pichada, tendo a palavra "palhaçada" escrita na parede.

O capitão da PM informou que a situação foi contida por volta das 4h30, resultando na prisão do professor Aldemar Cruz, 35, que, nas palavras dele, era o membro que mais incitava a multidão a cometer as depredações.

"O que aconteceu foi uma manutenção nas turbinas da subestação localizada no terreno da empresa Decar, na estrada para Itapiranga, que fornece energia para o município", explicou o comandante.

"Ninguém nos avisou sobre a manutenção, caso contrário, teríamos preparado a população de antemão. Desde 10h, estamos tendo um racionamento sistemático em que, a cada duas horas, certas áreas da cidade ficam sem energia, pois o serviço na subestação ainda está em conclusão. Pelo que fui informado, a situação deve durar até, pelo menos, o meio-dia desta quarta-feira (25)", completou ele.

O capitão falou ainda que os manifestantes prometeram novas ações para a noite desta terça-feira (24), mas não fizeram nada. "De toda forma, chamei reforços da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e da Força Tática para conter qualquer ação deles", relatou.

Procurada pela equipe do ACRITICA.COM para falar sobre a situação do município de Itacoatiara, a Eletrobrás Amazonas Energia não se manifestou até o fechamento desta matéria.

Apagões em Manaus

Também na noite do dia 23, moradores do bairro Osvaldo Frota, na Zona Norte de Manaus, fecharam uma das principais ruas para protestar contra as constantes quedas de energia no local. Segundo a Polícia, polícia, vários pedaços de madeira, aparelhos eletroeletrônicos e móveis foram queimados pelos manifestantes.

Antes disso, no último dia 11, véspera da abertura da Copa, um raio que atingiu a linha de subtransmissão de 69 kV SE Manaus/Cidade Nova causou um blecaute em quase toda a Zona Norte de Manaus, a mais populosa de cidade, deixando cerca de 103 mil pessoas sem energia. O serviço foi interrompido das 17h até por volta das 22h.