Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Ministério do Turismo projeta gastos de visitantes de Manaus durante a Copa do Mundo

A 30 dias do Mundial, foi revelada estimativa de turistas brasileiros e estrangeiros durante a Copa. Conforme levantamento, 176 mil visitantes estarão em Manaus no período e, em todo o País, deixarão R$ 318,8 milhões

Mais de 23 mil pessoas estiveram no estádio durante a partida entre Nacional e Remo

Estima-se que 3,7 milhões de pessoas estarão em trânsito pelo Brasil durante o Mundial (Clóvis Miranda)

Os visitantes que estarão em Manaus durante os jogos da Copa, gastarão no país R$ 318,8 milhões. O valor considera toda a sua estada no país e inclui as demais cidades visitadas. A estimativa faz parte de um levantamento feito pelo Ministério do Turismo divulgado nesta terça (13) e projetao número de turistas e seus gastos durante o período da Copa do Mundo de 2014.

Estima-se que 3,7 milhões de pessoas, entre brasileiras e estrangeiras, estarão em trânsito pelo Brasil, durante o período do evento – em Manausserão 176 mil visitantes. Elas devem deixar na economia do turismo um total de R$ 6,7 bilhões ao longo dos jogos.

A expectativa é que 80% dos turistas visitem, em média, mais três destinos diferentes. Se considerados os turistas que estarão em viagens com o objetivo principal de participar de eventos da Copa (jogos e FunFest), serão 1,9 milhão de visitantes, brasileiros e estrangeiros - e um desembolso direto de R$ 4,05 bilhões. Outros 1,8 milhão de visitantes estarão no país durante esse período do evento e devem movimentar R$ 2,64 bilhões – estes devem aproveitar localmente a festividade do mundial.

“O valor que está sendo projetado, com base em pesquisas realizadas pelo Ministério do Turismo, não inclui a movimentação indireta e induzida desses desembolsos. Ou seja, o total da movimentação financeira para o turismo pode mais que dobrar, considerando o efeito multiplicador desses recursos na economia brasileira”, afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lages.

Os maiores gastos serão feitos pelos 300 mil turistas estrangeiros que especificamente virão para acompanhar a Copa. Em média, devem assistir quatro jogos e a projeção é que gastem R$ 5.500 durante sua estada no país, já descontadas as despesas com passagens aéreas e valores gastos no país de origem. O número desses visitantes foi calculado com base nas vendas de ingressos até a primeira semana de abril.

“Os turistas que vem para os jogos são visitantes que gastam mais. É um público qualificado e queremos conquistá-los durante esse período da Copa do Mundo”, afirma o ministro. Segundo ele, um dos bons resultados pode ser verificado na Copa das Confederações, de 2013, quando mais de 70% dos turistas estrangeiros entrevistados pretendiam voltar ao país neste ano.

A projeção considerou o gasto médio do turista na Copa das Confederações e a proporção de pessoas hospedadas na casa de parentes e amigos durante o evento. A base é a pesquisa feita pelo MTur em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). Também foram relacionados os gastos médios dos turistas brasileiros considerados pelo estudo de Demanda Turística Nacional e estrangeiros da Demanda Turística Internacional 

De acordo com o recente estudo divulgado MTur/Fipe da Copa das Confederações, a movimentação financeira de toda a cadeia produtiva até o início do torneio foi de R$ 20,7 bilhões; sendo o impacto dos investimentos públicos e privados da Copa de R$ 19,2 bilhões, o impacto dos turistas de R$ 991,6 milhões e o impacto do Comitê Organizador Local de R$ 524,4 milhões.


Cidade-sede: Estrangeiros / Brasileiros / Gastos no Brasil

Manaus: 28.595 / 147.739 / R$ 318.832.777,42

Belo Horizonte:  62.388 / 322.340 / R$ 695.627.806,45

Brasília: 79.610 / 411.319 / R$ 887.652.035,48

Cuiabá: 27.945 / 144.381 / R$ 311.585.545,16

Curitiba: 26.645 / 137.666 / R$ 297.091.883,87

Fortaleza: 65.313 / 337.449 / R$ 728.238.745,16

Natal: 27.945 / 144.381 / R$ 311.585.545,16

Porto Alegre: 42.242 / 218.251 / R$ 470.998.835,48

Recife: 37.368 / 193.068 / R$ 416.653.200,00

Rio de Janeiro: 89.846 / 464.203 / R$ 1.001.781.829,03

Salvador: 48.741 / 251.828 / R$ 543.461.748,39

São Paulo: 63.362 / 327.375 / R$ 706.490.048,39

Total previsto: 600 mil turistas / 3,1 milhões de turistas / R$ 6.690.000.000,00


*Com informações da assessoria de imprensa do MTur