Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Motociclista morre ao ser esmagada por carreta na Bola do Coroado, em Manaus

O caminhão que transportava um contêiner passou por cima do corpo da mulher, próximo ao meio fio. A vítima ainda teve o celular roubado após o acidente


A vítima foi esmagada pelas rodas da carreta quando tentou fazer uma ultrapassagem.

A vítima foi esmagada pelas rodas da carreta quando tentou fazer uma ultrapassagem. (Winnetou Almeida)

Rayane de Souza Monteiro, de 20 anos, morreu no momento em que foi esmagada por uma carreta enquanto trafegava em uma motocicleta, na manhã desta quarta-feira (3), na avenida Rodrigo Otávio, próximo ao Complexo Viário Gilberto Mestrinho (a Bola do Coroado), na Zona Leste de Manaus. Testemunhas do acidente afirmaram que a mulher perdeu o equilíbrio quando tentou fazer uma ultrapassagem sobre o caminhão e acabou sendo atropelada.

De acordo com pessoas que estavam em um ponto de ônibus próximo ao ocorrido, a vítima pilotava a moto - de placa OAG–7201 - em direção ao Distrito Industrialquando tentou ultrapassar o caminhão - de placas BSG-4208, conduzido por José Antônio de Silva Souza -, que transportava um contêiner. Ainda segundo as testemunhas, a mulher tentou a manobra pela direita, o que é proibido pelas leis de trânsito.

Ao ficar lado a lado com o veículo pesado, Rayana tocou a roda dianteira da moto no meio fio e acabou se desequilibrando. Em seguida, ela, junto com a moto, foi tragada pelas rodas da carreta. A vítima teve o corpo esmagado e morreu na hora. O impacto do acidente foi tão grande que o capacete usado pela mulher ficou completamente destruído.


Policiais da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que estavam trafegando pela via de motocicleta, foram os primeiro a chegar ao local. Eles foram logo avisados por curiosos que, além de a mulher ter sido morta no acidente, duas pessoas que se aproximaram da vítima ainda lhe roubaram o aparelho celular e depois fugiram.

Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda se deslocaram para o local do acidente, mas nada puderam fazer. O trânsito ficou carregado na via após o atropelamento e dois agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) tiveram bastante trabalho para fazer o tráfego voltar a fluir normalmente.

O corpo da motociclista foi removido pelos peritos do Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia. O motorista da carreta, que permaneceu no local do acidente, deverá prestar depoimento sobre o ocorrido no 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

*Com informações da repórter Girlene Medeiros