Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Omar vai apoiar José Melo para candidatura ao governo

Declaração é do presidente nacional do Pros que teve encontro, em Brasília, com o vice-governador do Amazonas

Vice-governador José Melo se encontrou com o presidente nacional do Pros, Eurípedes Júnior, em Brasília

Vice-governador José Melo se encontrou com o presidente nacional do Pros, Eurípedes Júnior, em Brasília (Divulgação/ Agecom)

O presidente nacional do Partido Republicano da Ordem Social (Pros), Eurípedes Júnior, confirmou o nome do vice-governador do Amazonas, José Melo, como pré-candidato ao Governo do Estado, nas eleições de outubro deste ano, e o apoio do governador Omar Aziz (PSD), provável candidato ao Senado. O dirigente partidário se reuniu com José Melo na quinta-feira (16). Esse foi o primeiro encontro desde a criação do Pros em âmbito nacional e no Estado do Amazonas.

“Ficamos muito contentes com as informações do vice-governador que está animado com a candidatura e nos garantiu que o governador Omar Aziz estará com a gente nessa empreitada”, declarou Eurípedes Júnior. Melo informou que além de um vice-governador, o Pros-Amazonas conta com um deputado Estadual (Sidney Leite), dez prefeitos e mais de 70 vereadores. “São números expressivos que nos colocam em posição de disputar o Governo do Estado com grandes chances de vencer”, declarou.

Questionado sobre o apadrinhamento de Omar Aziz na condução de comando do Pros para José Melo, o presidente do partido contou que foi o governador do Ceará, Cid Gomes, quem telefonou para ele, em nome do amigo Omar, pedindo que deixasse a legenda para o vice-governador. “Então, atendemos à solicitação”, disse.

Na conversa sobre as eleições de 2014, o vice-governador José Melo foi enfático ao afirmar que é pré-candidato a governador. “Sou pré-candidato ao Governo. O governador deverá sair agora em abril. Ele (Omar Aziz) é pré-candidato ao Senado, portanto, vou assumir o Governo e disputar a minha reeleição. Além disso, estamos trabalhando para fazer uma aliança com três ou quatros partidos em torno de deputado federal e temos outra estratégia para deputado estadual. O mais eficaz para isso será a gente fazer uma coligação inteligente para eleger os nossos deputados e também aqueles que estão conosco para uma candidatura majoritária”, disse.

Melo afirmou que nos próximos dias fará uma campanha de filiação visando o crescimento da legenda no Estado. “O Pros é um partido novo, mas que nasceu grande em Amazonas, um partido que tem uma base política forte. Imagino que nos próximos seis meses o PROS será no meu Estado, se não o primeiro, mas um dos partidos com maior número de filiações”, destacou o vice-governador.

Eurípedes Júnior confirmou o apoio aos candidatos do partido. “Temos que ampliar e desenvolver o Pros nos Estados e eleger o José Melo governador de Amazonas é uma das principais metas do partido”. O Pros deverá ter candidatos aos governos do Ceará (nome ainda a ser escolhido por Cid Gomes), Rio de Janeiro, com o deputado Miro Teixeira; Tocantins, com o senador Ataíde Oliveira e na Paraíba com o deputado federal Major Fábio.

Mudança de comando no Amazonas

Quatro meses depois de ter a criação do Pros aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral, o presidente nacional da legenda, Eurípedes Júnior, falou sobre a mudança de comando no partido no Estado do Amazonas.
Costurado e negociado desde o princípio pelo vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus, Josildo de Oliveira, que recolheu milhares de assinaturas, com apoio dos membros do sindicato e perdeu o comando um dia depois de ser aprovado pelo TSE, o presidente nacional do Pros negou qualquer tipo de “jogada política” estranha na mudança de nome. “O Josildo é meu amigo, gosto dele e reconheço todo o trabalho que ele fez, mas quando soubemos que o partido no Amazonas já começaria com um vice-governador, um deputado estadual dezenas de prefeitos e vereadores, nós do Diretório Nacional não podíamos perder essa oportunidade de dar essa grandeza ao partido”, declarou. Por conta da decisão, Josildo Oliveira deixou as hostes do Pros.