Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Polícia captura bandidos que roubaram R$ 27 mil em saidinha de banco na Zona Leste

Assalto, ocorrido em dezembro, só foi solucionado agora, depois que um dos bandidos baleados teve alta médica. Eles haviam brigado e trocam tiros entre si 

Policiais do 9º DIP conseguiram recuperar mais de R$ 5 mil com assaltantes

Policiais do 9º DIP conseguiram recuperar mais de R$ 5 mil com assaltantes (Luiz Vasconcelos)

Um assalto de R$ 27 mil ocorrido em dezembro de 2013, em uma agência bancária do Itaú na avenida Autaz Mirim, na Zona Leste de Manaus, foi solucionado nesta terça-feira (28) pela polícia. Dois homens que participaram do roubo acabaram presos e outro está sendo procurado.

Willian Campinas Siqueira, 22, e André Sandro Amanajás, 39, foram capturados em cumprimento de mandado de prisão por policiais do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), com apoio da Seccional Leste. Willian foi achado em casa e André foi preso no hospital onde estava internado.

Segundo a polícia, a dupla foi encontrada a partir de André, que estava no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, em Manaus, tratando ferimento no braço direito ocasionado por um tiro de arma de fogo disparado pelo “colega”, Willian, no dia do assalto. O terceiro assaltante é Sérgio Gomes da Silva, o “Sergião”.

“O primeiro a ser pego foi o André. Tivemos informação de que havia uma pessoa baleada no hospital João Lúcio e levamos a vítima até lá, que o reconheceu”, contou o delegado Pablo Geovanni, do 9º DIP. Conforme o delegado, André denunciou os ex-comparsas porque foi traído por eles. Ele estava desde dezembro hospitalizado e foi preso após receber alta médica.

Como foi o assalto

Um rapaz de 21 anos e uma garota de 17 anos foram abordados por André no dia 30 de dezembro, quando entravam no banco Itaú, da avenida Autaz Mirim, com um pacote contendo R$ 27 mil. O dinheiro, segundo a polícia, pertencia ao pai das vítimas, dono de uma distribuidora na Zona Leste da capital.

André desembarcou de uma motocicleta e foi em direção às vítimas. Ele, armado, pegou os R$ 27 mil e levou o pacote até Willian e “Sergião”, que o esperavam em um veículo Gol de cor verde. No local, os três bandidos se desentenderam e trocaram tiros entre si. André foi atingido no braço por um tiro disparado por Willian, mas conseguiu fugir na moto com a grana.

Segundo a polícia, “Sergião”, desesperado, abordou as vítimas, que estavam na agência bancária, e mentiu dizendo ser por policial. “Sergião” teria contado que podia ajudar e convidou as vítimas a embarcar no veículo Gol com ele e Willian para sair em perseguição de André. Enganadas, as vítimas aceitaram, porém, André não foi encontrado.

“Eles iam perseguir André, matá-lo e pegar o dinheiro”, disse Geovanni. Segundo ele, as investigações iniciaram a partir do nome “Sergião”, que foi falado por ele às vítimas dentro do carro Gol, e também pelo número da placa do veículo, que foi anotado pelas vítimas. “A partir do momento que entraram no carro, as vítimas correram um risco muito sério”, ressaltou o delegado.

Prisão

No hospital, André informou o local onde moravam Willian e “Sergião”, que seriam “quase irmãos” e moravam na mesma rua há muito tempo. No endereço, rua Castanha, bairro São José 1, na Zona Leste, a polícia encontrou o carro Gol estacionado em frente a uma casa, e no local Willian foi preso. “Sergião” não foi encontrado e está sendo procurado.

Na residência de Willian, a polícia recuperou R$ 5.375 mil. “Começamos a juntar as peças e chegamos aos três nomes. Agora, prender o ‘Sergião’ é uma questão de tempo. Em poucos dias estaremos apresentando ele aqui na delegacia”, ressaltou Geovanni. À polícia, André nega participação no crime e diz que no dia estava apenas passando pela avenida Autaz Mirim.

Cadeia

Willian e André serão autuados por roubo majorado, e Willian ainda será autuado por tentativa de homicídio contra André. Eles serão levados à cadeia pública. “Sergião” está sendo procurado e responderá por roubo majorado e tentativa de homicídio. Segundo a polícia, Willian já tem passagem por crimes de roubo e porte de arma de fogo.

André é foragido da Justiça do Amapá, de onde é natural e responde a quatro mandados de prisão por roubo. Ele ficará preso no Amazonas e, posteriormente, será encaminhado ao Amapá, onde cumprirá todas as penas. A polícia informou ainda a possibilidade de haver participação de um quarto envolvido no assalto dos R$ 27 mil, mas não deu mais detalhes.