Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Prefeitura de Manaus já pagou Bolsa Empreendedor a 500 camelôs

Auxílio temporário de R$ 1 mil é dado pelo Município aos trabalhadores que aguardam a execução do projeto Galerias Populares 

Na galeria Epaminondas, alguns camelôs abriram cedo, enquanto outros ainda faziam a mudança dos produtos

Na galeria Epaminondas, alguns camelôs abriram cedo, enquanto outros ainda faziam a mudança dos produtos (Euzivaldo Queiroz)

Após os três dias de pagamento da Bolsa Empreendedor aos camelôs que aderiam ao projeto Galerias Populares da Prefeitura de Manaus, 517 novos microempreendedores já receberam o valor de R$ 1 mil. Os trabalhadores, que tiveram suas bancas realocadas das ruas para os camelódromos provisórios, começaram a receber o valor desde a terça (25) até esta quinta-feira (27).

Os servidores da Secretaria Extraordinária do Fundo Municipal de Fomento à Micro e Pequena Empresa (Fumipeq) e da Secretaria Municipal do Centro (Semc) foram aos camelódromos convocando individualmente os camelôs para comparecerem à sede da Semc e apanhar a ordem de pagamento bancária, mesmo assim, muitos não se dirigiram às agências. “Estas pessoas que por algum motivo não foram receber, não precisam se preocupar, porque não perderam prazo. Elas só precisam ir à agência onde está a ordem de pagamento dela e receber”, informou o secretário extraordinário do Fumipeq David Reis. 

Outro caso registrado pelo Fumipeq foram camelôs que não puderam receber por estarem com seus CPFs (Cadastro de Pessoa Física) suspensos ou cancelados. “Esse grupo, que é um universo pequeno de 15 a 20 pessoas, também não precisa se preocupar, porque não perderam o benefício. Eles só precisam procurar o Banco do Brasil para regularizar sua situação e poderão receber a bolsa normalmente, assim que estiverem com o documento regularizado”, disse Reis.

O que é necessário

Na agência bancária, os camelôs precisam estar munidos apenas da ordem bancária e do RG. Os técnicos do Fumipeq continuarão na sede da Semc, em horário comercial, atendendo os camelôs que têm direito ao benefício. O auxílio será pago mensalmente até a conclusão das obras nas Galerias Espírito Santo e dos Remédios e do Shopping T4. A previsão é que as obras sejam concluídas entre cinco e seis meses.

A única condição para o recebimento da bolsa é a participação dos camelôs em cursos de qualificação, que estão em vias de serem iniciados. “Nossa intenção é começar a chamá-los logo após o carnaval. Estamos viabilizando isso com o Sebrae e devemos estar anunciando os cursos em breve”, comentou o secretário.

*Com informações da assessoria