Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Premiê da Malásia diz que avião desaparecido terminou jornada no Oceano Índico

A informação foi confirmada aos familiares dos 239 passageiros do voo que desapareceu em menos de uma hora após decolar de Kuala Lumpur com destino a China. Não há sobreviventes, garante o premiê

China divulgou imagens de satélite que mostram objetos flutuando no oceano Índico,o quais poderiam estar relacionados ao voo MH370, da Malaysia Airlines

China divulgou imagens de satélite que mostram objetos flutuando no oceano Índico,o quais poderiam estar relacionados ao voo MH370, da Malaysia Airlines (Reprodução)

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, disse aos familiares dos passageiros do avião da Malaysia Airlines que está desaparecido que a aeronave terminou sua jornada no sul do Oceano Índico, informou o premiê nesta segunda-feira (24).

O voo MH370 da Malaysia Airlines desapareceu das telas dos radares civis menos de uma hora depois de decolar de Kuala Lumpur com destino a Pequim, com 239 pessoas a bordo no último dia 8 de março.

Não houve confirmação de que o avião foi avistado desde então, mas alguns destroços foram encontrados em águas remotas na Austrália e esses objetos podem ser do avião desaparecido.

O primeiro-ministro, em coletiva de imprensa, lamentou informar que o voo caiu no sul do Ocenado Índico, longe de sua rota original, sem nenhum sobrevivente. 

As informações foram repassadas pelo Setor de Investigações de Acidentes Aéreos do Reino Unido, com cálculos adicionais de satélites da empresa Inmarsat. Com base nessas análises, foi possível concluir a última posição do avião.

Uma nova coletiva marcada para estar terça-feira (25) trará mais detalhes sobre o caso.

O anúncio veio momentos depois de que a companhia aérea divulgou nota em que dizia: "Lamentamos profundamente dizer que temos de assumir, além de toda dúvida, que o MH370 sumiu e que nenhum daqueles a bordo sobreviveu. Temos de aceitar que todas as evidências sugerem que o avião caiu no sul do oceano Índico".

Nenhum outro detalhe foi divulgado até o momento.

Entenda o caso

O voo MH370 desapareceu cerca de 40 minutos após decolar de Kuala Lumpur com destino a Pequim, na China.

Uma operação de buscas composta por pelo menos 26 países foi montada. Satélites de pelo menos 15 países foram utilizados para localizar o avião.

Segundo o comunicado divulgado no site da companhia, o avião transportava 227 passageiros, entre eles cinco crianças, e uma tripulação de 12 pessoas. Entre os passageiros havia 153 chineses, 38 malaios, 12 indonésios, 7 australianos, 4 americanos, 3 franceses, 2 neozelandeses, 2 ucranianos, 2 canadenses, 1 russo, 1 holandês e 1 cidadão de Taiwan. Dois iranianos viajaram com passaportes falsos (austríaco e italiano).

*Com informações da Reuters e do UOL