Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Programa Mais Educação do Governo Federal abre inscrições para novas escolas no AM

O Ministério da Educação (MEC) anuncia a prorrogação do prazo para adesão de mais escolas até o dia 4 de agosto, oferecendo suporte para reforço escolar, atividades culturais e esportivas

Fanfarra campeã da Vicente de Paula conta com a dedicação de estudantes que, na contrapartida, melhoram o aprendizado e as notas escolares

Fanfarra campeã da Vicente de Paula conta com a dedicação de estudantes que, na contrapartida, melhoram o aprendizado e as notas escolares (Bruno Kelly)

Os estudantes Dayane Pereira, 15, e Sergio Wayden, 15, da Escola Municipal Vicente de Paula, situada no bairro do Japiim, Zona Centro-Sul, integram o programa Mais Educação, do Governo Federal, participando de atividades extra-classe de reforço escolar em algumas disciplinas e da fanfarra campeã da escola. Em outra zona da cidade, na Centro-Oeste, na Escola Municipal Waldir Garcia, no bairro de São Geraldo, Sandriene da Silva Arante, 9, e João Vitor Feijão de Deus, 10, também participam do programa, permanecendo mais tempo na escola e com isso fazendo reforço em disciplinas como Língua Portuguesa, Matemática e Informática.

O Ministério da Educação (MEC) anuncia a prorrogação do prazo para adesão de mais escolas até o dia 4 de agosto, mas o programa, criado em 2008, começou com 143 escolas municipais e hoje na capital amazonense tem 299 inscritas, sendo que até o final deste ano chegará a 330, segundo informou Jussara Tavares Ribeiro, responsável pela coordenação na Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Para participar, os alunos são selecionados e inscritos e vêm de diversas realidades como escolas ribeirinhas, rodoviárias e de todas as zonas da cidade. A maioria tem dificuldade em alguma disciplina e aproveita para estender a jornada na escola para participar do reforço escolar, atividades esportivas e lúdicas, explicou o professor Pedro Paulo Corrêa Freire, de Língua Portuguesa e coordenador do programa da Vicente de Paula.

Inserção

Em média, segundo Jussara, 250 alunos de cada escola são inseridos no programa, que recebe verba específica do Governo Federal para assegurar que, além das quatro horas diárias, o estudante possa permanecer no ambiente escolar. Nas escolas onde não há espaço para isso, especialmente naqueles cujos prédios são alugados, a diretoria busca alternativas como igrejas, praças e outros espaços. “O programa se caracteriza por oferecer 35 horas semanais, ou seja, sete horas diárias no contraturno”, explica Jussara, revelando que nesse período, entram em ação monitores, que geralmente são estudantes universitários selecionados para atuar nas maiores demandas, que são reforço escolar e mas atividades esportivas e culturais.

O programa oferece ainda orientação de estudos e leituras, cujo monitor só atende a 15 alunos para trabalhar as disciplinas de Português, Matemática, Ciências, História e Geografia. A pedagoga da Waldir Garcia, Amanda Carvalho, destaca as atividades de esportes como Taekwondo, assim como a realização de jogos educativos nas aulas de reforço de Língua Portuguesa e Matemática.