Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Secretaria de Segurança apresenta redução nas ocorrências em 2013

Conforme as estatísticas, das 12 naturezas de crimes que constam no estudo, nove apresentaram redução em 2013


Levantamento foi apresentado ontem pela cúpula da Segurança Pública, que destacou a atuação do Ronda no Bairro

Levantamento foi apresentado ontem pela cúpula da Segurança Pública, que destacou a atuação do Ronda no Bairro (Evandro Seixas)

Conforme dados do “Anuário Estatístico de Segurança Pública”, apresentado ontem pela cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), das 12 naturezas de crimes que constam no estudo, nove delas apresentaram redução em 2013, com exceção do número de casos de estupros, violência doméstica e lesão corporal dolosa, que apresentaram crescimento. Junto aos crimes que apresentaram decréscimo, está o número de homicídios registrados. Em Manaus, no ano passado, ocorreram 722 assassinatos. Enquanto que em 2012 foram registradas 947 mortes.

A capital concentrou 83% do total de 871 homicídios registrados no Amazonas. Os casos ocorridos no interior somaram 149. Nos números registrados em todo o Estado, segundo a SSP, a redução ficou abaixo da média nacional de 25,2 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes.

Entretanto, a média mundial, conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), é de seis mortes para cada grupo de 100 mil habitantes.

Na avaliação do secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Roberto Vital, os crimes onde não houve redução estão ligados à violência familiar, como casos da violência doméstica ou alguns casos de estupro, que é algo que pode ocorrer dentro de casa. “Esse tipo de crimes existirá, independente da ação da polícia”, constata.

Ronda no Bairro

Vital atribuiu ao programa “Ronda no bairro” a redução considerável no número de homicídios ocorridos em 2013, quando foram registrados 410 assassinatos, quase o dobro de 2010 com 765 casos, crescendo em linha ascendente até meados de 2012. Segundo ele, se nenhuma medida tivesse sido tomada e a progressão continuasse, o número de assassinatos passaria de 1,3 mil.

Apesar de destacar a atuação do Ronda no bairro, Vital admitiu que há defasagem no nú mero de policiais nas ruas, uma vez que seriam necessários 15 mil homens. Entretanto, hoje atuam somente 10 mil.

Responsável por coordenar a comissão que elaborou o Anuário, Antonio Gelson Nascimento explicou que o foco principal do estudo é combater a mortalidade por violência, que, conforme o levantamento, está ligada ao tráfico de drogas. “Quando aumentou a pressão contra o tráfico, diminuiu o número dos homicídios”, constatou.

Mapa da Violência

Conforme os dados do Mapa da Violência, o número de homicídios no Amazonas cresceu 112,2%, de 2002 a 2012. O levantamento é realizado pelo Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde.