Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Sargento da PM é executado durante assalto no bairro Eldorado, Zona Centro-Sul

Vítima era amigo e segurança particular do candidado a governador do Amazonas pelo PMN, deputado Chico Preto, e fazia serviço de transporte de dinheiro, acompanhando a esposa do candidato. Dois homens em uma moto chegaram atirando e levaram mala

Policial foi morto em frente a sede de partido político nesta terça-feira

Policial foi morto em frente a sede de partido político nesta terça-feira (Antonio Lima)

O sargento da Polícia Militar José Cláudio Marques da Silva, 46, o "Caju", que é amigo e segurança particular do candidato a governador do Amazonas, deputado Chico Preto (PMN), foi morto na tarde desta terça-feira (2), em Manaus, após ser alvejado com três tiros durante um latrocínio, roubo seguido de morte, ocorrido em frente à sede do Partido da Mobilização Nacional (PMN), na rua Colômbia, conjunto Eldorado, Zona Centro-Sul da cidade.

A vítima acompanhava a esposa de Chico Preto, Silvana Castro Ribeiro da Costa, que é administradora da conta bancária da campanha eleitoral pelo PMN. Os dois haviam acabado de sacar dinheiro, quantia não especificada, de uma agência bancária do Bradesco na avenida Djalma Batista, bairro Chapada, e retornavam à sede do partido, no Eldorado, quando foram surpreendidos por dupla de assaltantes.

Todo o crime foi registrado por câmeras de segurança de uma clínica dentária localizada ao lado da sede do PMN. Nas imagens, é possível ver José Cláudio e Silvana estacionando e saindo do veículo Mitsubishi Outlander, de placas não divulgadas e de cor preta, cada um carregando uma mala. No momento em que “Caju” e Silvana tentam entrar pelo portão, dois homens em uma motocicleta surgem armados.

Em uma ação que durou apenas 15 segundos, o homem que ocupava a “carona” salta rapidamente da motocicleta ainda em movimento e dispara cinco vezes a arma de fogo em direção à José Cláudio. A esposa de Chico Preto, Silvana, consegue se salvar porque adentra a sede do partido à tempo. Três tiros atingiram José Cláudio, um no braço e dois no tórax. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Após efetuar os disparos, o atirador se aproxima do corpo de “Caju”, apalpa as vestes dele para verificar se o mesmo estava armado e foge carregando a mala. Toda ação é rápida e demonstra a experiência do assaltante em executar o crime com agilidade. Pelas câmeras de segurança, a polícia identificou a moto dos bandidos: uma CG 125, de cor preta e placa JXC-7728, com restrição de roubo.


Policiais militares da 23ª Companhia Interativa Comunitária, peritos do Instituto de Criminalística e investigadores das delegacias especializadas em Homicídios e Sequestros (DEHS) e de Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) compareceram ao local do crime. Conforme titular da Derfd, delegado Orlando Amaral, os dois assaltantes sabiam que José Cláudio era PM, devido a maneira como agiram.

“Ele foi surpreendido sem chances de reação. Talvez eles até soubessem, que a vítima era policial, pela forma como aconteceu, já que foram logo atirando. É possível que eles tenham sido seguidos desde o banco ou mesmo os esperando na esquina. Agora vamos trabalhar com informações e câmeras de segurança”, disse Orlando Amaral.

ASSISTA AO VÍDEO AQUI