Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Susam lança alerta sobre prevenção e hábitos saudáveis no Dia Mundial da Saúde

Em alusão à data, rede estadual de saúde recomenda alimentação saudável, prática de exercícios físicos e acompanhamento médico para aumentar expectativa de vida do amazonense

Alimentação saudável é um das principais armas para ter uma saúde de qualidade

Alimentação saudável é um das principais armas para ter uma saúde de qualidade (Reprodução/ Internet)

Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, que será celebrado amanhã (5), a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) lança um alerta à população: quanto mais cedo são adotados hábitos de vida saudáveis, menores as chances de, no futuro, integrar o grupo das doenças crônicas, que acometem, na maioria das vezes, a população da melhor idade.

“Alimentar-se bem, praticar exercícios físicos e buscar acompanhamento médico, com exames periódicos de rastreamento, são ensinamentos que devem ser passados de pai para filho. O resultado é o aumento da expectativa de vida”, afirma o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro vem aumentando, passando de 71 anos, em 2002, para 74,6, ano passado. Sendo assim, explica Alecrim, existe a preocupação de que a população se conscientize dos benefícios de uma vida saudável, para que, no futuro, tenha idosos mais independentes, com menos problemas de saúde e uma vida mais ativa.

Ainda segundo o IBGE, a expectativa de vida para homens é mais baixa do que para mulheres. Isso porque, segundo o secretário, os homens são as maiores vítimas de traumas, enquanto as mulheres sofrem menos violência. Um exemplo disso são os acidentes de trânsito, que atingem em maior parte a população masculina.

Prevenção

A máxima de que ‘prevenir é melhor que remediar’ vem ganhando cada vez mais força no mundo, com campanhas sobre os benefícios da alimentação saudável, rica em frutas, verduras e legumes, com pouca carne vermelha e gordura animal, pouco sal e açúcares e sem alimentos processados – os quais contribuem para o aparecimento do diabetes, hipertensão, doenças reumáticas e degenerativas. Além disso, a prática diária de exercícios físicos e, principalmente, o abandono de hábitos como o tabagismo, alcoolismo e sedentarismo, também são temas constantes no âmbito social, já que estão diretamente relacionados ao câncer, considerado o mal do século por especialistas.

Neste contexto, destaca o secretário-adjunto de Atenção Especializada da Capital, da Susam, Wagner William de Souza, não só a prevenção às doenças, mas também o diagnóstico precoce são de extrema importância.

“A preocupação das pessoas, em geral, é sempre com a cura da doença. Mas, elas podem pensar diferente, buscando a prevenção. Nesse sentido, a Susam tem investido no fortalecimento das redes de atenção à saúde, preocupando-se com todo o itinerário do paciente, apoiando Secretarias Municipais de Saúde e garantindo que a população, tanto da capital, quanto do interior, tenha acesso aos exames preventivos mais facilmente, identificando as alterações precocemente e aumentando as chances de sucesso no tratamento”, explicou.

Ele dá como exemplo a instalação da rede de mamógrafos no interior, que está em andamento, e a ampliação da telemedicina por meio do Telessaúde, que já leva 18 especialidades à população dos municípios amazonenses. Com as consultas à distância, os laudos e consultorias são feitos na capital, parte deles pela central do Hospital Universitário Francisca Mendes, do Governo do Estado.

“Também estamos apoiando os municípios para a ampliação do Programa de Hipertensão e Diabetes e reforçando a parte tecnológica, com novos equipamentos. Mas, todas essas ações só surtirão o efeito esperado, se houver a consciência da importância de se procurar a prevenção desde cedo, até porque, começamos a envelhecer logo que nascemos”, frisou.

*Com informações da assessoria