Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Tribunal de Contas do Estado não economiza no conforto

Compras de fim de ano do TCE, publicadas no Diário Oficial, têm de leite em pó a sofá de R$ 11 mil

Setor de comunicação do TCE-AM informou que compras foram licitadas

Setor de comunicação do TCE-AM informou que compras foram licitadas (Arquivo/AC)

Com R$ 65 milhões sobrando em caixa, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) gastou R$ 1,7 milhão nas compras de fim de ano. E não economizou no conforto: incluiu no carrinho de compras poltronas e sofás de até R$ 11,2 mil e um carro no valor de R$ 47,9 mil.

As compras realizadas pelo TCE-AM no mês de dezembro de 2013 foram publicadas nesta quinta (9) no Diário Oficial Eletrônico (DOE) do órgão. Até o dia 18, o tribunal foi administrado pelo conselheiro Érico Desterro. O ex-presidente saiu do cargo deixando quase R$ 65 milhões em caixa para o sucessor, conselheiro Josué Filho.

Numa das lojas de decoração mais luxuosas da capital do Amazonas (Dinâmica Distribuidora), o TCE-AM gastou R$ 66,7 mil apenas em poltronas e sofás. Em uma poltrona giratória em couro para escritório o tribunal pagou R$ 10,1 mil. Na mesma loja, o órgão pagou R$ 11,2 mil por um sofá, de quatro lugares, em tecido e detalhe em fibra natural.

Da mesma loja, o TCE-AM comprou ainda artigos como tapetes de R$ 1,4 mil, mesas, aparadores e balcões de recepção de até R$ 11,2 mil. Somente os móveis para a recepção e as salas Vips do prédio anexo do tribunal custaram R$ 48,9 mil.

Atendendo a pedido do procurador-geral do Ministério Público do TCE-AM, Carlos Alberto Almeida, o órgão foi às compras também em concessionárias, e comprou, sem licitação, um carro no valor de R$ 47,9 mil. O veículo, tipo Sedan Luxo, foi comprado da empresa Renault do Brasil.

Para aliviar o forte calor, que tem afetado todo o Brasil nessa época do ano, o TCE-AM comprou também 25 aparelhos de ar condicionados. Todos do tipo split, os equipamentos custaram aos cofres públicos R$ 129,8 mil.

Os prestadores de serviço mais humildes não foram esquecidos pelo TCE-AM. O órgão publicou ontem também o primeiro termo aditivo ao contrato com a empresa que fornece comida ao longo do ano para os 34 policiais militares e os 55 jovens aprendizes que trabalham no local. O tribunal vai pagar R$ 187,5 mil à MPS de Souza Gomes pelo serviço.

Ainda na área de alimentos, o TCE-AM comprou R$ 39,9 mil em leite em pó integral, da marca Natumilk. O fornecedor é a Importadora e Distribuidora Raman.

A Importadora e Distribuidora Raman também vai receber R$ 21 mil este ano para fornecer 10 mil quilos de açúcar à Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM). O presidente da ALE-AM, deputado Josué Neto (PSD), é filho de Josué Filho, presidente do TCE-AM.