Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Venda de ingressos para o Festival de Parintins começa na próxima quinta-feira (24)

Evento ocorrerá nos dias 27, 28 e 29 de junho. Passagens já podem ser compradas pela empresa Tucunaré Turismo em forma de pacotes 

Expectativa no município é de que nesse ano, por conta da Copa Mundo, número de turistas aumente

Expectativa no município é de que nesse ano, por conta da Copa Mundo, número de turistas aumente (Euzivaldo Queiroz)

Faltando pouco mais de dois meses para o Festival de Folclórico de Parintins, que este ano será nos dias 27, 28 e 29 de junho, os turistas já começam a se programar para assistir a grande festa dos bois Garantido e Caprichoso. Na próxima quinta-feira, a partir das 5h, as vendas dos ingressos para o espetáculo no bumbódromo começarão a ser realizadas pelo site www.tucunareturismo.com.br. Enquanto isso, as passagens já estão sendo vendidas pela mesma Tucunaré Turismo na forma de pacotes.

Apesar de ser um ano peculiar, com realização de Copa do Mundo em Manaus, Cristina Abrahão, proprietária da Tucunaré Turismo, explicou que as vendas de passagens estão aquecidas. O motivo, segundo ela, é porque muitas pessoas não conseguiram ingresso para assistir aos jogos e, como o feriado é prolongado, optaram por ir ao festival.

Os ingressos serão parcelados em até quatro vezes em qualquer cartão de crédito, podendo ser adquiridos, no máximo quatro por CPF. A cadeira estará custando R$ 600; arquibancada especial R$ 800 e arquibancada de turista (verde) sairá por R$1.050. Os camarotes ainda não têm preços, pois a Tucunaré está aguardando a liberação dos bois para começar as vendas. Em relação ao ano passado, os valores foram reajustados em aproximadamente 5%, segundo Cristina Abrahão.

Transportes

Na agência de viagem “Prestes”, a mais antiga de Parintins, os pacotes para o período do festival, ainda não tem valores. Eles somente serão definidos por volta do dia 20 de maio. “A programação e os preços dos pacotes de barco sempre são definidas em maio, como acontece todos os anos”, explicou Neto Prestes, proprietário da agência.

Os donos de lanchas do tipo “a jato” também ainda não definiram os valores que serão cobrados por cada trecho, mas é possível que eles se mantenham nos níveis do ano passado, quando uma passagem saiu entre R$ 200 e R$ 250.

Cristina também antecipou que a partir do dia 21 de junho, haverá voos regulares para Parintins, num Boeing 737 800 da Gol linha aéreas, com encerramento das viagens no dia 1 de julho. Nos dias 21 e 22 de junho haverá um voo; nos dias 23 e 24 dois voos; no dia 25 serão cinco; dia 26 haverá seis voos; dia 27 quatro; no dia 28 dois voos; dia 29 cinco e dia 30 serão quinze voos com duas aeronaves, encerando dia 1 de julho com sete voos.

Preparação

A secretária de Cultura e Turismo de Parintins, Sinatra de Jesus, antecipou que a expectativa é que a ilha dobre o número de visitantes em relação ao ano passado, quando recebeu 80 mil turistas. Segundo ela, já houve reunião com os tricicleiros e os mototaxistas, além da pasta de Terras, responsável pela distribuição de barracas, nos pontos turísticos. “Estamos fazendo tudo para que o turista seja bem recebido”, afirmou.

Sobre o projeto “Cama & Café”, desenvolvido para hospedar turistas em casas e pousadas durante o período do Festival, a titular da secretaria explica que está em processo de readequação. Em geral, os hóspedes têm direito ao café da manhã, podendo até almoçar. Tudo por um preço mais em conta.

Entre os eventos, que estão programados para acontecer, durante a semana do festival, a secretária cita a “Festa dos Visitantes”, realizada pela prefeitura, que deve ter uma tração nacional. Todavia, antes dela, está agendado para ser realizado no bumbódromo, com a participação dos dois bumbás e os itens. “Será uma espécie de abertura do festival, mas que está sob responsabilidade da Secretaria de Estado e Cultura; e não tenho mais detalhes”, disse.