Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Verde e amarelo em alta no comércio de Manaus

Grifes entraram na onda da Copa do Mundo e já lançaram coleções especiais com preços elevados para torcedores de todos os gostos e idades

Na loja Centauro do Manauara Shopping, as camisetas da seleção brasileira são as mais procuradas, segundo os vendedores

Na loja Centauro do Manauara Shopping, as camisetas da seleção brasileira são as mais procuradas, segundo os vendedores (J. Renato Queiroz)

Quem visitar o comércio em geral e os shoppings centers em particular perceberá que as lojas já começaram a exibir os produtos com as cores da bandeira do Brasil. Faltando apenas 25 dias para a Copa, as opções vão aumentando nas vitrines e é possível encontrar até lingeries em verde, azul e amarelo.

As marcas de roupas esportivas, procura mais óbvia na hora de montar o look da Copa, estão com preços bem “salgados”. Se um homem optar por torcer vestido com a camisa e o short da Nike, marca responsável pelo uniforme oficial da seleção brasileira, vai gastar R$ 328. O mesmo traje para as mulheres é um pouco mais barato e sai a R$ 288. Agora, se alguém resolver torcer vestido com o uniforme igual ao dos jogadores, o preço sobe para R$ 449 (isso sem meias e chuteiras).

Para os que quiserem variar, a Nike ainda oferece camisetas de malha por R$ 79,99 e camisas polo por R$ 119,99. Mesmo com o preço exorbitante, essas são as peças mais procuradas na Centauro do Manauara Shopping. O vendedor Luís Eduardo da Rocha garante que são vendidas cerca de 200 delas por dia. As camisetas oficiais femininas da Nike que custam R$ 189, por exemplo, já até acabaram.

“Sai muito! De todos os tamanhos e de todos os modelos. Os homens levam uniformes para eles e para os filhos, enquanto as mulheres compram várias, geralmente para torcer e presentear familiares. O modelo feminino da oficial já acabou, mas algumas mulheres acabam comprando a P masculina para não ficar de fora”.

Ainda segundo Luís Eduardo, as principais clientes são mulheres na terceira idade. “As senhoras compram bastante! Elas dizem que vão presentear os netos e aproveitam para levar várias coisas, incluindo o Fuleco”.

Marcas

As lojas de grife também lançaram coleções especiais para a Copa com o objetivo de atrair aqueles clientes que não abrem mão de vestir a marca favorita em qualquer ocasião. A Brooksfield está com produtos para adultos e crianças. O modelo completo da foto à direita (camisa + bermuda) custa R$ 438. A versão infantil das mesmas peças sai a R$ 358.

Na ADJI, as camisas masculinas temáticas vão de R$ 49 até R$ 159.

Para as mulheres, a loja da Cavaleira vende camisetas de malha com a bandeira do Brasil da Lez a Lez por R$ 95. A Levi’s e a Damyller oferecem opções semelhantes por valores entre R$ 85 e 99,90. Veja mais opções e valores na tabela acima.

Como não perder dinheiro durante e após a Copa

Muito tem se falado sobre aquecimento das vendas de diversos setores da Economia durante a Copa, mas e os eventuais prejuízos que as empresas podem sofrer neste período e inclusive após a Copa?

O especialista Fernando Macedo, da consultoria em redução de custos ERA – Expense Reduction Analysts –, dá algumas dicas de como implementar atitudes simples, porém extremamente eficientes:

Adapte-se ao clima, quanto mais ignorar a Copa maiores serão seus problemas com seus colaboradores. Promova um acordo prévio, não deixe simplesmente para "compensar horas" depois;

Revise sua estrutura de custos de infra estrutura, busque um modelo de "hibernação", trabalhando no mínimo de suas necessidades;

Renegocie para este período específico os contratos de prestação de serviços (caso a caso) com base na Tabela de jogos da Copa;

Reduza os prazos de entrega;

Esteja atento à gestão de seus estoques: seu equilíbrio determinará a retomada de rotina sem percalços após a Copa;

Cuidado com os excessos em eventos promocionais: convidar um cliente para ver o jogo pode sair caro.