Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

‘Viral’ que alerta sobre mudança na renovação da CNH é desmentido pelo Detran-AM

Aviso ganhou as redes sociais nos últimos dias; segundo a mensagem, o motorista que não renovasse a carteira em até 30 dias após o vencimento seria obrigado a refazer todos os exames da 1ª via

A espera de quem está tentando tirar a CNH deve continuar afligindo os candidatos, que hoje levam até 100 dias para fazer o reteste

Segundo o Detran-AM, os motoristas têm um prazo de 30 dias, seguidos de mais 30 adicionais, quando só então é preciso fazer um novo exame médico para revalidar a CNH (Antônio Lima)

Um aviso sobre mudanças na renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ganhou grande repercussão nas redes sociais nos últimos dias.

O texto informa que o motorista que não fizer a renovação dentro de 30 dias após o vencimento terá a carteira cancelada, e só poderá tirar uma nova depois de refazer todos os exames necessários à obtenção da primeira via (direção, legislação, psicotécnico, etc.).

Ainda segundo a mensagem, o dado vem de uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada em 22 de novembro de 2009, no Diário Oficial da União (DOU), que não teria sido divulgada. O suposto documento não foi encontrado pela apuração de A CRÍTICA.

Após questionamento, a assessoria do Detran-AM desmentiu a notícia. Segundo o órgão, os motoristas têm um prazo de 30 dias, seguidos de mais 30 adicionais, quando só então é necessário fazer um novo exame médico para ter a carteira revalidada. A única forma da pessoa perder a CNH em definitivo continua sendo através de cassação, o que só acontece após o devido processo administrativo.

Sobre a mudança na carga horária do curso teórico, de 30 para 45 horas, ela já acontece desde 2004, com a resolução 168 do Contran, o mesmo ocorrendo com a carga horária das aulas práticas (20 horas).

Já sobre a multa de R$ 127 para quem não remover o plástico do extintor de incêndio, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a presença da embalagem só é considerada uma infração quando atrapalha o manuseio do equipamento.