Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Tem início o credenciamento para o Festival Folclórico de Parintins

Veículos de comunicação que desejam fazer a cobertura jornalística do evento, que acontece nos próximos dias 27, 28 e 29 de junho, devem cumprir com as exigências do edital dentro do prazo estabelecido

Vista aérea do Bumbódromo de Parintins

Vista aérea do Bumbódromo de Parintins (Euzivaldo Queiroz)

Teve início nesta semana o credenciamento para a imprensa local, nacional e internacional que deseja cobrir o Festival Folclórico de Parintins, que este ano acontecerá nos dias 27, 28 e 29 de junho. Os interessados em fazer a cobertura jornalística devem ficar atentos para algumas regras do regulamento. O prazo para pedir as credenciais vai até a próxima segunda-feira (9).

Os pedidos serão concedidos a profissionais de jornais impressos com periodicidade regular, revistas, emissoras de rádio e televisão - inclusive programas de TV independentes - e agências de notícias e sites que estiverem em plena atividade na data do credenciamento. Profissionais vinculados à empresas ou órgãos de assessoria de imprensa não poderão se candidatar.

O número de credenciais deve corresponder ao limite imposto no regulamento: jornais impressos podem inscrever até dois repórteres, dois fotógrafos e quatro colunistas sociais. Já emissoras de televisão poderão pedir credenciamento para até dois repórteres, dois cinegrafistas e dois auxiliares/produtores – para programas independentes, porém, a quantidade se limita a um repórter, um cinegrafista e um auxiliar/produtor.

Já emissoras de rádio terão credenciais para um repórter e um técnico de som, enquanto que as que têm permissão prévia para transmissão ao vivo poderão ter dois repórteres e um técnico. Para revistas, agências de notícias e sites, o permitido é um repórter e um fotógrafo. Como consta no regulamento, os profissionais vinculados às empresas de comunicação de Parintins terão prioridade.

Os profissionais terão acesso exclusivamente ao fosso do Bumbódromo, sendo que a credencial não dá direito aos camarotes nem arquibancadas, seja a central ou a especial. Os credenciados não poderão agir de modo inconveniente com colegas, público ou agremiações nem consumir bebidas alcoólicos e substâncias ilícitas. Caso contrário, as credenciais serão retidas e a pessoa será levada para fora da Arena, além de ter os pedidos de credenciamentos para edições futuras do Festival bloqueados.

Solicitação

Para solicitar o credenciamento, é necessário que os veículos apresentem dados como CNPJ, endereço da empresa atualizado, nomes completos dos profissionais a serem credenciados (assim como suas respectivas funções), número do RG (ou cópia digitalizada do passaporte, caso seja estrangeiro), uma foto tamanho 5x7 atual e digitalizada, número do telefone e contato de e-mail - assim como o nome completo e RG do profissional responsável por receber as credenciais.

A solicitação deve, ainda, ser firmada em papel timbrado do veículo requerente, assinado pela direção da empresa. No caso dos programas televisivos independentes, o CNPJ deve ser o da empresa responsável pela sua produção. A entrega das credenciais será realizada de uma só vez aos profissionais indicados como responsável pelo recebimento.

As solicitações, com todos os dados acima, devem ser submetidas exclusivamente pelo e-mail parintins2014@tvacritica.com.br, no máximo até o dia 9 de junho (segunda-feira). As credenciais serão entregues nos dias 25 e 26, em hora e local informado no momento da confirmação do credenciamento.

O regulamento especifica que não serão aceitos pedidos após este prazo e que cabe a TV A Crítica informar o resultado das deliberações por e-mail. Quem detêm os direitos de imagem e áudio da festa é a TV A Crítica, afiliada da Rede Record no Amazonas, que irá transmitir o evento ao vivo. O credenciamento é exclusivo para cobertura jornalística.