Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Aulas da UEA iniciam nesta segunda-feira (17)

Governador Omar Aziz dará Aula Magna aos 25 mil estudantes matriculados, marcando o começo do ano letivo nos 38 cursos ofertados pela instituição

Sindicância na UEA tem objetivo de apurar as denúncias de possível discriminação racial e maus tratos na instituição

A Escola Superior de Ciências da Saúde tem este ano o programa Pró-Inovalab (ANTONIO MENEZES/ACRITICA)

As aulas do período letivo 2014/1 da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) começam nesta segunda-feira (17) para cerca de 25 mil matriculados nos 38 cursos oferecidos regularmente, sendo alguns no interior do Estado e outros na capital. Haverá aula Aula Magna, a ser dada pelo governador Omar Aziz, aos acadêmicos no auditório da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA), na avenida Carvalho Leal, na Cachoeirinha, às 14h. A solenidade contará com a presença do reitor da UEA, Cleinaldo de Almeida Costa.

Uma novidade para este semestre é a implementação do programa Pró-Inovalab nas unidades da capital. Desenvolvido da Universidade de São Paulo (USP), pelo professor Chao Lung Wen, o Pró-Inovalab tem como objetivo financiar projetos para instalação de laboratórios destinados a aulas práticas inovadoras que instiguem a curiosidade e a construção do raciocínio científico nos alunos. Para isso, a UEA vai distribuir aos professores dois mil tabletes e oferecer treinamento para que eles usem o equipamento na preparação das aulas. Com esse programa, segundo explicou o reitor, o docente vai deixar todo o material ministrado nas aulas como se fosse um site, a ser disponibilizado aos alunos na hora em que necessitarem. A meta é fazer com que até 2015 todas as unidades do interior também estejam inseridas no projeto.

Parcerias

Outra novidade anunciada pelo reitor é a finalização de convênios e acordos de cooperação técnicas com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e o Instituto de Metrologia (Imetro), com foco em mestrado e doutorado. Segundo Cleinaldo, a ideia é alicerçar programas locais matriciados por essas universidades. “Queremos abrir vagas em mestrado fora de sede que possam ser desenvolvidos aqui por essas instituições, assim como vagas para docentes nossos se deslocarem para esses instituições”, explicou.

Hoje, chega a primeira missão precursora, trazendo o reitor da UFRJ, professor Carlos Levy, acompanhado de oito o professores dessas várias áreas, que também são coordenadores de programas de graduação. Cleinaldo espera que nesse ano, a parceria alcance entre 15 a 20 cursos. O grupo vem fazer prospecção e dialogar com os professores da UEA visando identificar os parceiros e potenciais alunos de mestrado e doutorado, descobrindo as demandas existentes em áreas específicas e estratégicas para programas de mestrado e doutorado na UEA.