Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

CPI da Pedofilia ouvirá delegada responsável por investigações da Operação Estocolmo

Audiência para levantar informações com a delegada Linda Gláucia foi marcada para quarta-feira na Assembleia Legislativa do Amazonas

Dra. Linda Gláucia é a Delegada que conduz as investigações

Delegada Linda Gláucia comandou investigações da operação Estocolmo

A titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Linda Gláucia, será a primeira pessoa convocada a prestar informações à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia da Assembleia Legislativa do Amazonas. A audiência para ouvir a delegada de Polícia ocorrerá no dia 30 de abril, na próxima quarta-feira, às 14h30.

Linda Gláucia é a responsável pela investigação que deflagrou a Operação Estocolmo e que resultou em denúncia aceita pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), transformando 20 suspeitos em réus, que respondem pelo crime de exploração sexual de adolescentes. Entre eles, o deputado estadual Fausto Souza (PSD).

Os deputados que compõem a CPI da Pedofilia se reuniram, na manhã desta quarta-feira (23), e decidiram que, neste primeiro momento, além da delegada Linda Glaucia, também será ouvido um representante da Polícia Federal. Para o presidente da CPI, deputado Adbala Fraxe (PTN), é necessário ouvir os responsáveis pelas organizações que formam a rede de proteção de crianças e adolescentes, tanto da sociedade civil quanto do poder público, incluindo conselhos tutelares, Judiciário, Ministério Público Estadual e Federal, polícias Militar, Civil e Federal.

“Na quarta, serão, por assim dizer, as primeiras oitivas, onde serão ouvidas a delegada Linda Glaucia e um representante da Polícia Federal, já para nos munir de informações para que possamos começar mais diretamente os trabalhos”, disse o presidente da comissão.

De acordo com Abdala, as reuniões da CPI irão acontecer sempre às terças e quintas-feiras, às 15h, e dependendo da necessidade ou teor dos depoimentos, no caso da presença de menores de 18 anos de idade que venham a depor, os encontros acontecerão a portas fechadas. “Quando puder ser aberto, será. Quando não puder, será fechada. E iremos em breve criar um e-mail para que a população possa se comunicar com a CPI, e ainda uma página no facebook para sempre estarmos atualizando os trabalhos realizados pela Comissão”, revelou.

Outra decisão da CPI é referente a ida de Abdala Fraxe e dos membros titulares, Ricardo Nicolau (PSD) e Luiz Castro, (PPS) a Brasília na sexta-feira para um encontro com as deputadas federais Érika Kokay e Lilian Sá – presidente e relatora da CPI da Pedofilia da Câmara Federal. No encontro, os parlamentares trocarão informações sobre as atividades já realizadas em Coari e em outros municípios do Amazonas pela comissão.