Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Camelôs impõem regras à Prefeitura antes de serem retirados das ruas de Manaus

Vendedores cobram da prefeitura conclusão de saída alternativa para a rua Marquês de Santa Cruz antes da transferência deles para galeria dos Remédios

Enquanto a galeria dos Remédios não é concluída, parte das bancas segue na rua

Enquanto a galeria dos Remédios não é concluída, parte das bancas segue na rua (Luiz Vasconcelos)

Os camelôs que trabalham nas ruas da Instalação e Miranda Leão, no Centro, e no camelódromo provisório, uma parte dos camelôs que ainda estão na rua e outra parte no camelódromo improvisado, cobraram ajustes no projeto da galeria dos Remédios para se mudarem para o local.

De acordo com eles, a mudança das bancas só ocorrerá após as obras serem concluídas, como foi prometido pela Secretaria do Centro (Semc). A camelô Clenilza Carvalho da Silva, 51, que trabalha no camelódromo provisório da rua Miranda Leão, lembrou que os camelôs estão cobrando a promessa de que a Galeria dos Remédios teria uma saída para a rua Marquês de Santa Cruz. “O que o secretário da Semc nos prometeu foi que a Galeria teria saída para a rua que passa na frente do mercado, mas até agora não tem saída nenhuma”, disse.

O vendedor José Ronaldo da Silva, 26, disse estar esperando que as obras sejam concluídas e entregues, sem mudar a data de inauguração. “Quando mudarmos para a galeria, espero que não estejam finalizando a obra, que seja entregue de vez, porque poeira em local fechado espanta os clientes, e nós precisamos vender”, afirmou José.

Obras

Depois de entregar a galeria Espírito Santo, no dia 1º, a prefeitura acelera os trabalhos de conclusão das obras da galeria dos Remédios, localizada na rua Miranda Leão, Centro. A meta é inaugurar a primeira etapa do novo centro de compras em setembro. Segundo a Semc, as obras estão dentro do cronograma estabelecido.

A galeria dos Remédios possui quatro andares mais um mezanino. O empreendimento está sendo preparado para oferecer 6.000 metros quadrados de área e vai alavancar ainda mais o processo de revitalização do Centro.

O local oferecerá 14 guichês para a venda de passagens fluviais e sete lanchonetes, com praça de alimentação. Também estão incluídos no projeto boxes para salão de beleza, farmácia, posto do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) e 12 banheiros projetados com acessibilidade para portadores de necessidades especiais (PNE).