Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Concessionárias de veículos vão ‘disputar’ com a Copa do Mundo

Cientes do peso do evento da Fifa, as concessionárias amazonenses vão intensificar as promoções e condições especiais de venda para atrair os clientes

    Aumento de IPI

Concessionárias amazonenses se preparam para ‘encarar’ o Mundial (Divulgação )

Conscientes de que a Copa do Mundo vai frear a aquisição de veículos novos, as concessionárias amazonenses intensificam promoções e condições especiais de venda para garantir a atração de consumidores locais. A expectativa é de que ações facilitadoras como entradas menores e juros reduzidos possam impedir a queda no mês dos jogos e segurar as vendas no nível atual que, segundo os concessionários, gira em torno de três mil automóveis emplacados mensalmente.

O gerente de vendas da Braga Veículos, Onias Mota, conta que abril foi um mês razoável para a loja, com o emplacamento de 2.903 veículos no mês. Segundo ele, o número, que é superior em relação a março, foi conquistado em função de promoções e incentivos dados pelas montadoras. “A mesma estratégia deve ser mantida para garantir, pelo menos, o mesmo número de vendas em meses mais fracos como é o caso do mês da Copa”, explicou.

Entre as ações para incentivar as vendas, o gerente da loja destacou condições como 20% de entrada na compra de qualquer veículo e parcelamento entre 48 e 60 meses, além de taxas de juros mais baixas subsidiadas pelas montadoras. “Essas estratégias são essenciais, principalmente porque este ano, o calendário está favorável para o nosso setor, com muitos feriados, eleições e a própria Copa, desviando a atenção do consumidor”, alegou.

O gerente da Via Marconi, Antônio Carlos Lima, ressaltou que as promoções são oferecidas não apenas por conta do calendário futebolístico e, sim, como reflexo do mercado que segue travado. “Para continuar driblando a crise, a receita é reduzir a entrada até 10%, a taxa de juros até 0,99% e oferecer bônus dados pela própria montadora que permitem abater até R$ 2 mil do valor final do veículo”, enumerou.

Dados regionais

O cenário avaliado pelos concessionários condiz com os números divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), com avanço em relação a março deste ano e queda sobre abril do ano passado. Segundo o levantamento, as concessionárias do Amazonas emplacaram 279,64 mil automóveis em abril, registrando um aumento de 22,28% nas vendas sobre março e uma queda de 11,69% frente a abril de 2013.