Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Corporação do Corpo de Bombeiros do AM vai abrir quatro novos postos em Manaus

A ampliação é uma das melhorias que será realizada na corporação a partir da entrada dos novos alunos soldados, convocados do último concurso público

Novos soldados do Corpo de Bombeiros estão concluindo o período de formação

Novos soldados do Corpo de Bombeiros estão concluindo o período de formação (Divulgação/Agecom)

O Corpo de Bombeiros do Amazonas vai abrir quatro novos postos em Manaus. A ampliação é uma das melhorias que será realizada na corporação a partir da entrada dos novos alunos soldados, convocados do último concurso público. Em processo de formação desde novembro do ano passado, os novos bombeiros começam a tirar serviço em abril, reforçando as equipes especializadas de salvamento e abrindo caminho para a instalação de novos postos móveis para facilitar o atendimento em bairros das Zonas Norte, Oeste e Centro-Sul.

Composta por 297 alunos soldados, a turma está na fase prática do processo de formação. As aulas envolvem áreas como treinamento de práticas militares, instrução de salvamento aquático, resgate em altura, combate a incêndio e atendimento pré-hospitalar. Ao todo, a matriz curricular da qualificação engloba 30 disciplinas, entre teoria e prática, e os bombeiros fazem ainda um estágio de introdução na rotina de serviço, em andamento na praia da Ponta Negra e em quartéis do Corpo de Bombeiros na capital.

As aulas acontecem na Faculdade Nilton Lins, onde funciona o Instituto Integrado de Ensino (IESP), e no Comando Geral do Corpo de Bombeiros, no bairro do Petrópolis, Zona Sul. Estruturas provisórias são montadas explorando o ambiente para simular situações em que os estudantes exercitem as mais variadas condições de atendimento emergencial. Os exercícios são feitos individualmente pelos alunos soldados, da montagem da estrutura de salvamento à execução da ação.

“O que a gente pode perceber é que é preciso ter agilidade e, acima de tudo, muita tranquilidade para dar segurança a quem socorrer e para você não se tornar uma nova vítima”, relatou o aluno soldado, Ralph Reis, 30, que é natural do município de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus).

Depois da conclusão do curso de formação, os alunos soldados participam de uma seleção interna para inclusão nos grupos especiais de salvamento. São os grupos especializados em mergulho, salvamento em altura, atendimento pré-hospitalar e resgate e busca na selva. Definido os grupos, os bombeiros iniciam novo processo de treinamento voltado para a área. Segundo o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Antônio Dias,

As novas unidades seguem o modelo norte-americano de ‘fire houses’. São postos móveis com estruturas simplificadas dotados de caminhões de combate a incêndio e um lugar para abrigo e conforto da equipe de bombeiros de plantão.